Eleições presidenciais na Coreia do Sul podem influenciar a Coreia do Norte

Conheça um pouco da história da Coreia do Norte, que já foi um epicentro de louvor e adoração

| 06/04/2022 - 08:00

Na fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul, soldados de ambos os países mantêm vigilância

Na fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul, soldados de ambos os países mantêm vigilância


No início de março, a Coreia do Sul realizou suas eleições presidenciais. O presidente recém-eleito, Yoon Suk-yeol, e os líderes do país tomarão várias decisões importantes para os próximos cinco anos. Entre elas, estratégias relativas à Coreia do Norte, o que influenciará muito o regime norte-coreano e os cristãos secretos lá, mais do que qualquer outro país.

A Coreia do Sul ainda tem um papel muito importante ao lidar com questões sobre a Coreia do Norte. Os cristãos do sul chamam a si mesmos de irmãos dos norte-coreanos e se voluntariam para assumir a missão de orar e evangelizar a parte norte da península coreana. 

A Coreia do Norte é o 2º país na Lista Mundial da Perseguição 2022 e durante duas décadas permaneceu em primeiro lugar como o país onde é mais difícil viver como cristão. Estima-se que 50 a 70 mil cristãos estão nas prisões e em campos de trabalho forçado. Familiares dos seguidores de Jesus costumam ter o mesmo destino dos capturados, porque são considerados um perigo para o país governado pela família Kim. Todas as igrejas são pequenas e secretas. 

Por que Pyongyang já foi considerada a “Jerusalém do Oriente”? 

No início do século 20, a cidade Pyongyang, capital da Coreia do Norte, foi um local de adoração e avivamento, chegando a ficar conhecida como "Jerusalém do Oriente". O grande avivamento de Pyongyang ocorreu em 1907, seguido por diversos momentos de adoração em ruas, escolas e faculdades, levando muitos coreanos ao arrependimento. Milhares de jovens e idosos entregaram a vida a Jesus. Naquela época, início dos anos 1900, a maioria dos cristãos estava na parte norte da península. 

No entanto, as coisas mudaram drasticamente em meados do século 20, quando a parte norte foi invadida pelos comunistas soviéticos após a Segunda Guerra Mundial. Isso forçou os cristãos a se mudarem para a parte sul. Várias formas de perseguição se iniciaram e os cristãos restantes no Norte não tiveram escolha a não ser se esconder e virar cristãos secretos. 

Apoie cristãos norte-coreanos 

Com a sua doação, a Portas Abertas consegue manter casas seguras para cristãos da Coreia do Norte que buscam refúgio na China. São muitos os riscos enfrentados por cristãos norte-coreanos que decidem cruzar a fronteira com a China. Eles são considerados “desertores” e, se encontrados pela polícia chinesa, são enviados de volta para a Coreia do Norte, podendo até mesmo ser executados. Sua ajuda os mantém vivos. 

Pedidos de oração  

  • Clame pelos cristãos da península coreana, peça para que os cristãos secretos na Coreia do Norte permaneçam firmes na fé.  
  • Ore para que os líderes da Coreia do Sul e do Norte tenham um verdadeiro encontro com Jesus, e passem a governar com os princípios do Reino de Deus. 
  • Interceda para que o Senhor reavive Pyongyang e clame para que a Coreia do Norte seja novamente tomada pelo louvor e adoração a Cristo.


     

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE