Enfermeira cristã é sequestrada no Mali

Acredita-se que integrantes de grupos extremistas são os responsáveis pelo sequestro

| 20/02/2017 - 00:00

A cristã estava com um grupo de cristãos quando foi levada

A cristã estava com um grupo de cristãos quando foi levada


Há poucos dias, uma enfermeira cristã colombiana foi sequestrada na região sul do Mali, perto de Koutiala, por jihadistas autodeclarados. A informação sobre o sequestro foi confirmada por um conselheiro municipal da cidade e o exército local iniciou uma operação de busca. As forças de segurança estavam procurando a cristã no território do Mali e Burkina Faso.


Gloria Cecilia Narváez Argoti, de 56 anos, foi detida na vila de Karangasso, perto da fronteira do Burkina Faso e levada em um veículo da própria igreja. Junto dela havia outras três cristãs realizando uma missão naquela região, mas somente ela foi levada pelos extremistas islâmicos armados. Esses grupos estão se espalhando rapidamente entre os malianos e criando um clima tenso para a igreja.


Do ano passado para cá, o país subiu 12 posições na Lista Mundial da Perseguição. Em 2016, ele ocupava o 44º lugar e, em 2017, ocupa o 32º. O que sinaliza maiores dificuldades para aqueles que se convertem ao cristianismo. A presença dos grupos radicais é constante e, de forma geral, afeta todas as áreas da vida dos cidadãos. Isso indica que, apesar do sucesso na expulsão de militantes islâmicos nos territórios controlados por eles, o que ficou como herança para os cristãos foi uma sociedade mais radicalizada e inclusive menos hospitaleira do que antes.


Leia também

Igreja não estava preparada para dias piores
Cristãos continuam sendo alvo de extremistas islâmicos


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE