Eu não tenho mais medo

| 22/03/2015 - 00:00


22_India_0430101571

Paulo estava enfrentando grande pressão e perseguição ao compartilhar o evangelho em Corinto. Com o incentivo dessas palavras do próprio Jesus, Paulo ganhou coragem para ficar em Corinto por mais um ano e meio para ensinar a palavra de Deus.

Conhecido por sua rica herança histórica e atrações turísticas, Aurangabad é um dos bairros mais famosos de Maharashtra, na Índia. Tem sido um lugar importante desde os tempos antigos por causa de sua localização na Rota da Seda – o caminho percorrido em toda a largura da Ásia para a Europa. O nome da cidade se origina do grande imperador mongol Aurangzeb e é uma das cidades que mais cresce na Índia. Marathi e urdu são as principais línguas faladas na cidade.

Durante o primeiro seminário Permanecendo Firme Através da Tempestade (PFAT), os participantes expressaram profundo apreço, gratidão e a necessidade de mais seminários. Assim, novos conjuntos de pessoas receberam o ensino sobre como lidar com a perseguição de maneira bíblica quando ela chegar.

A maioria dos alunos confessou que nunca tinha ouvido falar sobre esse tipo de ensino antes. A abordagem de temas como a intolerância religiosa foi muito apreciada. Apesar de os participantes ficarem inicialmente apreensivos de compartilhar seus testemunhos, eles vieram à frente depois de assistir aos filmes sobre a perseguição, e compartilharam de maneira corajosa o que Deus havia feito em suas vidas.

Pratima Pagare assistiu e comentou: “Eu estava sempre com medo da morte, com o pensamento de que os fundamentalistas nos atacariam e apedrejariam porque ensinamos as pessoas em nome de Jesus. Estou muito fortalecida por ter vindo a este seminário e ouvido os depoimentos de pessoas que enfrentaram a perseguição em seus ministérios e ainda continuaram. Eu também fui fortalecida pelos ensinamentos sobre como ficar firme em meio às tempestades e mandar embora todos os meus medos. Agradeço a Deus e à Portas Abertas por isso”.

Priti Alhad disse: “Eu não sabia qual seria o conteúdo do seminário, mas, gradualmente, à medida que as aulas avançavam, eu me considerava privilegiado por estar presente aqui e ser abençoado  pelos ensinamentos. Eu não tenho medo da perseguição, mas estas lições me incentivaram e me prepararam para os tempos de maior dificuldade. Quando eu sair daqui, quero compartilhar este conhecimento que ganhei, conscientizar os membros da minha igreja e utilizar esses ensinamentos no meu ministério. Agradeço à Portas Abertas por organizar esse seminário em nossa área”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE