Governo uzbeque garante avanços para liberdade religiosa

Porém legislação ainda não mostra nenhuma mudança que influencie na vida diária dos cristãos

| 27/07/2018 - 00:00

Muitas igrejas não se registram por medo de serem aplicadas multas ou mesmo torturas (Foto representativa)

Muitas igrejas não se registram por medo de serem aplicadas multas ou mesmo torturas (Foto representativa)


Sodiq Safoyev, vice-presidente do Senado uzbeque, foi um dos palestrantes em evento paralelo ao primeiro Ministerial para Avanços da Liberdade Religiosa, que ocorreu em Washington, capital norte americana. Na conversa realizada pela embaixada do Uzbequistão e pelo Instituto para Comprometimento Global, foi informado que o país está progredindo em direção a uma rápida transformação em questões políticas, econômicas e quanto à liberdade religiosa.

No discurso, o vice-presidente do Senado afirmou que o Uzbequistão está avançando em liberdade religiosa por meio de “modelo único e original” para que todas as comunidades possuam os mesmos direitos e liberdades. Isso teve início após a implantação das recomendações feitas pela ONU, no último mês de maio. Porém no começo deste mês, foi noticiado que o país tinha adicionado duas novas restrições a comunidades religiosas que buscam legalização.

A partir de agora, é necessário que o líder religioso apresente uma cópia do diploma ou certificado autenticado de um curso de treinamento religioso, uzbeque ou estrangeiro, para garantir que é oficialmente qualificado. O mesmo se aplica ao diretor de uma instituição de educação que a comunidade religiosa deseje dirigir. Apesar disso, não há um local para reconhecimento da educação estrangeira solicitada, o que torna o cumprimento da restrição impossível. Ainda não há previsão para a instalação desse serviço e nem qual será o período necessário para a realização do reconhecimento.

A lei do Uzbequistão exige que todas as atividades religiosas tenham permissão prévia do Estado. Muitas comunidades não estão dispostas a se registrar por terem medo que essas informações sejam usadas para aplicação de multas ou mesmo torturas. “Nos dê liberdade de religião e crença e nós pediremos o registro”, declarou um cristão que não quis ser identificado. Enquanto isso, muitos irmãos continuam enfrentando perseguições e recebendo acusações por compartilharem a fé com outros.

Pedidos de oração

  • Ore para que avanços ocorram no país, garantindo liberdade religiosa para todos.
  • Apresente as autoridades uzbeques, que eles sejam usados para que nossos irmãos possam compartilhar da fé em Cristo.
  • Interceda pela Igreja Perseguida, para que eles estejam firmados em Jesus e deem bom testemunho.

Leia também
Igreja doméstica é perseguida pela polícia
Igrejas do Uzbequistão enfrentam batida policial
Igreja doméstica é invadida por policiais sem mandado de busca


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE