Homens armados matam 100 aldeões cristãos no centro da Nigéria

| 01/04/2015 - 00:00


01_Nigeria_0430100595

Enquanto todos os olhos estiveram voltados para regiões do nordeste da Nigéria, onde o grupo radical islâmico Boko Haram está finalmente sendo combatido por forças militares multinacionais, a violência visando comunidades cristãs em todo o centro da Nigéria, na região conhecida como Cinturão Médio, tem crescido dramaticamente. O aumento dos ataques aconteceu antes das eleições presidenciais de 28 de março.

Uma testemunha que escapou dos assassinatos disse: ""Nós ainda estávamos dormindo quando entraram em nossa aldeia e começaram a atirar em todas as direções, matando todos os seres humanos e animais à vista"". Os Fulani destruíram plantações e deixaram a casa de um líder cristão local em chamas; o ataque foi descrito como o pior em quatro anos.

O candidato à presidência da Nigéria, general Muhammadu Buhari, da etnia Fulani, condenou o ataque como ""assassinatos a sangue frio"".

Muitos Fulani são conhecidos por terem fortes ligações com movimentos islâmicos regionais. Eles são uma tribo nômade espalhada por uma vasta área da África Central e encontrada em países como o Senegal e o Sudão. Desde 2011, os Fulani já tomaram centenas de vidas, incluindo muitas vítimas de comunidades cristãs.

Ore para que aqueles que não conhecem o Senhor Jesus encontrem nele o verdadeiro amor e parem com a violência que tem assolado a Nigéria.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE