Jovem pede asilo à Austrália após deixar o islamismo

Saudita de 18 anos aproveitou viagem de férias com a família para fugir e buscar refúgio em outro país

| 10/01/2019 - 00:00

Rahaf Mohammed al-Qunun fugiu da família após deixar o islamismo (foto: AFP)

Rahaf Mohammed al-Qunun fugiu da família após deixar o islamismo (foto: AFP)


Rahaf Mohammed al-Qunun, uma jovem saudita de 18 anos, fugiu da família após renunciar ao islamismo, o que é punível com a morte na Arábia Saudita. Ela estava de férias com a família no Kuwait, de onde comprou uma passagem para a Austrália. Porém na conexão, em Bangkok, capital da Tailândia, ela foi retida. De acordo com a BBC, ela se recusou a embarcar de volta para o Kuwait, se trancando no quarto de um hotel no aeroporto.

Segundo a agência Reuters, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu ao governo australiano que considere enviar a jovem para um assentamento de refugiados. A Austrália disse que irá analisar o pedido de considerá-la uma refugiada.

Os oficiais de imigração tailandeses disseram inicialmente que ela devia voltar para o Kuwait, onde sua família a esperava. Porém o chefe da imigração, Surachate Hakparn, disse que o país não a forçaria a sair, de acordo com a agência AFP.

Pedidos de oração

  • Interceda pelos refugiados que são perseguidos por membros de suas próprias famílias.
  • Ore para que haja liberdade religiosa na Arábia Saudita.
  • Apresente o governo local, para que altere as leis religiosas.

Leia também
Sem comunhão, fé de cristãos sauditas é abalada
Oração permitida apenas para muçulmanos
A fé secreta dos cristãos da Arábia Saudita


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE