Jovem pede asilo à Austrália após deixar o islamismo

Saudita de 18 anos aproveitou viagem de férias com a família para fugir e buscar refúgio em outro país

| 10/01/2019 - 00:00

Rahaf Mohammed al-Qunun fugiu da família após deixar o islamismo (foto: AFP)

Rahaf Mohammed al-Qunun fugiu da família após deixar o islamismo (foto: AFP)


Rahaf Mohammed al-Qunun, uma jovem saudita de 18 anos, fugiu da família após renunciar ao islamismo, o que é punível com a morte na Arábia Saudita. Ela estava de férias com a família no Kuwait, de onde comprou uma passagem para a Austrália. Porém na conexão, em Bangkok, capital da Tailândia, ela foi retida. De acordo com a BBC, ela se recusou a embarcar de volta para o Kuwait, se trancando no quarto de um hotel no aeroporto.

Segundo a agência Reuters, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu ao governo australiano que considere enviar a jovem para um assentamento de refugiados. A Austrália disse que irá analisar o pedido de considerá-la uma refugiada.

Os oficiais de imigração tailandeses disseram inicialmente que ela devia voltar para o Kuwait, onde sua família a esperava. Porém o chefe da imigração, Surachate Hakparn, disse que o país não a forçaria a sair, de acordo com a agência AFP.

Pedidos de oração

  • Interceda pelos refugiados que são perseguidos por membros de suas próprias famílias.
  • Ore para que haja liberdade religiosa na Arábia Saudita.
  • Apresente o governo local, para que altere as leis religiosas.

Leia também
Sem comunhão, fé de cristãos sauditas é abalada
Oração permitida apenas para muçulmanos
A fé secreta dos cristãos da Arábia Saudita


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE