Jovens colombianos à mercê de grupos armados

Veja como seu apoio pode transformar vidas

| 18/01/2022 - 08:00

Aos 13 anos, Lorena demonstrou interesse por grupos armados (foto representativa)

Aos 13 anos, Lorena demonstrou interesse por grupos armados (foto representativa)


A colombiana Lorena, de 16 anos, agora cristã, tinha apenas 13 anos quando começou a demonstrar interesse por grupos armados. Ela chegou a pensar em deixar casa e família para se juntar a uma das gangues criminosas que atuam na região onde cresceu.  

“Meu comportamento em relação aos meus pais foi terrível. Chegou ao ponto em que tudo o que eu queria fazer era sair e me juntar a um grupo armado. Eu gostava de armas, sempre gostei, embora eu nunca tivesse contado aos meus pais”, contou à Portas Abertas.   

Lorena morava com a família em Guaviare, município localizado na região centro-sul da Colômbia e uma das principais rotas de tráfico de cocaína. O local é um dos epicentros das operações criminosas realizadas por grupos armados compostos principalmente por dissidentes do grupo rebelde revolucionário Forças Armadas da Colômbia (FARC).    

O comportamento de Lorena mudou muito, mas seus pais interviram antes que fosse tarde demais. Eles a enviaram para o Abrigo Lar Cristão da Portas Abertas, em Bogotá. Lorena conta que quase caiu nas armadilhas sedutoras do grupo ilegal. Mas hoje ela quer ensinar outros jovens que há uma saída para o poder de grupos armados criminosos e ilegais.   

Restauração no Abrigo Lar Cristão 

O comportamento rebelde de Lorena com os pais foi uma das primeiras coisas que ela precisava curar. Mas não foi uma tarefa fácil, pois ela não queria nada com Deus. “Se meu comportamento com meus pais era ruim, meu comportamento com Deus era ainda pior. Eu não queria saber de nada. Eu não queria que eles ou qualquer outra pessoa falasse comigo sobre Deus. Satanás estava governando minha vida tão profundamente que eu não queria ouvir de Deus.”   

“Estar aqui no Abrigo Lar Cristão me ajudou muito a mudar. Meu comportamento com meus pais é melhor e minha vida espiritual também mudou. Em outras palavras, eu já gosto de todas as coisas de Deus e meu jeito agora é muito diferente. Ainda sou uma pessoa forte, mas muito mais calma.”   

Lorena pede orações pela saúde e pelos estudos. “Por favor, ore para que eu possa dar tudo o que puder pela minha região e que os jovens de lá entendam o amor de Deus e se aproximem dele.”  

Seja um agente de transformação 

Na Colômbia, o Abrigo Lar Cristão, mantido pela Portas Abertas, é um lugar seguro para as crianças que são vulneráveis às investidas dos grupos guerrilheiros. Com promessa de uma vida melhor, os criminosos tentam atraí-las oferecendo dinheiro, comida e outras coisas, de acordo com a situação da criança. Quando isso não funciona, tentam levar as crianças à força, principalmente se são filhas de pastores e líderes cristãos. Seja também um transformador de histórias como a de Lorena, cadastre-se como um parceiro da Portas Abertas e faça a sua doação.   


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE