Líder cristão continua desaparecido na Nigéria

A ação foi incomum na cidade de Oweri, que fica em uma área de maioria cristã no país

Em 27 de dezembro, o líder cristão Moses Chikwe foi sequestrado em Oweri, no estado de Imo, Nigéria. Apesar de rumores sobre a morte dele, as autoridades continuam a busca e os colegas de ministério continuam aflitos. “Estamos muito preocupados porque o sequestro de Moses Chikwe é incomum se comparado a outros casos que também ocorreram recentemente”, disse Patrick Alumuku, outro líder cristão, em entrevista.

No dia do sequestro, Chikwe foi abordado perto da residência, após um evento da igreja que liderava. Além disso, as testemunhas ouviram disparos de tiros dentro do carro do cristão, mas sem a presença de sangue. Mais tarde, o carro e as vestes religiosas do líder foram trazidas de volta até o local da captura. Até agora, nenhum pedido de resgate foi feito.

A cidade de Oweri fica na região sudeste do país em 12º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020. Crimes desse tipo não são comuns na região, pois a maioria da população é cristã e os extremistas que costumam fazer isso são os pastores de cabra fulanis, mais atuantes no Norte da Nigéria. “O único precedente aconteceu em Abuja há um mês, quando o líder cristão Matthew Dajo foi atacado e sequestrado por homens armados no domingo, 22 de novembro, na casa dele em Yangoji”, explicou Alumuku.

Pedidos de oração