Líder de igreja doméstica no Irã é presa por amor a Cristo

Rachel aprendeu a lidar com as preocupações com a filha, enquanto estava aprisionada, orando por ela todos os dias

Rachel*, cristã do Irã, de quem já falamos aqui, estava tremendo, escondida no canto mais distante de sua casa enquanto batiam forte na porta. O que ela nunca esperou, aconteceu naquele dia – a polícia secreta veio para prendê-la. Ela olhou para a filha de 9 anos, agarrada em seu colo, em completo terror. Esse era o preço a pagar por ser líder em uma igreja no Irã. Essa era a realidade de ser mãe diante de perseguição extrema.

Naquele dia, Rachel fez a polícia acreditar que não estava em casa. Porém, mais tarde, enquanto o marido levava Kimya* para a escola, a polícia a prendeu e levou para a prisão. “Eles me colocaram na solitária e, completamente sozinha, comecei a chorar. Eu pensava em minha filha e o que aconteceria com ela”, conta. Ela não havia preparado a filha para isso.

Com medo e sozinha, Rachel começou a questionar suas escolhas, duvidando de Deus. O que aconteceu com a proteção que esperava de Deus? Por que ele não protegeu ela e a filha dessa situação? “Nos primeiros 3 ou 4 dias, eu não falei com Deus. Estava muito desapontada com ele”, Rachel admite. A prisão foi difícil para a cristã. Quando não estava na cela totalmente sozinha, era interrogada e insultada por oficiais da polícia. Não tinha permissão para fazer ligações e acalmar a filha pelo telefone. Em duas semanas, ela perdeu 13 quilos.

Depois de mais um longo dia de interrogatórios humilhantes, Rachel finalmente conseguiu dormir. Durante o sono, ela ouviu um verso: “Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu” (João 1.10). Isso foi um ponto importante para Rachel, pois não se sentia mais sozinha: “Eu fiquei com medo nos primeiros dias, mas quando tive o sonho e comecei a orar de novo, senti que Deus iria comigo onde quer que eu fosse”, fala.

Ter Deus a seu lado não significava que seria fácil. Rachel pensou muito sobre sua filha, afinal se preocupava com ela: “Mas eu descobri que podia lidar com a ansiedade relacionada a minha filha. Eu orava todos os dias por ela na prisão”.

Fortaleça cristãos iranianos presos
No Irã, os cristãos enfrentam uma pressão extrema. Muitos irmãos e irmãs, principalmente os convertidos, são acusados e sentenciados a longos períodos de prisão. Outros ainda esperam o julgamento. Você pode enviar uma mensagem de encorajamento para quatro cristãos presos, como Rachel, para que se firmem em Cristo durante esses dias tão difíceis. Ore para que os apelos sejam ouvidos e que, em breve, estejam em liberdade. Seu encorajamento os ajudará neste momento de incerteza.

*Nomes alterados por razão de segurança.