Marido agride esposa e filho por serem cristãos no Vietnã

Mãe e filho tiveram que sair de casa por pressão do esposo e dos vizinhos

No dia 10 de fevereiro, Choua*, de 52 anos, e o filho Neeb*, de 23, foram agredidos e expulsos da própria casa no Vietnã, após o marido da cristã descobrir que eles serviam Jesus. Mãe e filho se tornaram cristãos em primeiro de janeiro, por meio do trabalho de missionários locais que visitaram a tribo hmong, onde a família mora, no noroeste do país. A igreja local os apresentou o evangelho, então iniciaram um estudo da Bíblia e Choua e Neeb perceberam que Deus mudou a vida deles.

Quando a mãe e o filho decidiram contar à família sobre a fé recém-descoberta, o marido de Choua os agrediu e denunciou a esposa e o filho às autoridades locais. Policiais e o chefe da aldeia foram até a casa da família e ameaçaram ambos, dizendo que se eles continuassem servindo Jesus seriam expulsos da aldeia.

No entanto, isso não impediu Choua e Neeb de irem secretamente a uma igreja em outra aldeia. Mas os cristãos foram descobertos e imediatamente expulsos do vilarejo onde moravam. No momento, eles estão sendo acolhidos por uma igreja local, que também ofereceu a eles um pedaço de terra para construir um novo lar. Devido às necessidades financeiras dos cristãos na região, a construção está parada.

*Nomes alterados por segurança.

Pedidos de oração