Monges protestam contra centro de oração no Sri Lanka

Líderes budistas alegaram que cristãos ofereciam dinheiro para aqueles que frequentassem o local

| 31/07/2019 - 12:00

Monges budistas tiram vantagem do sentimento das pessoas para se opor e conter outros grupos religiosos

Monges budistas tiram vantagem do sentimento das pessoas para se opor e conter outros grupos religiosos


Um protesto contra uma igreja em Divulapitiya, no Sri Lanka, foi organizado por monges budistas e moradores locais. Os monges protestavam e exigiam que o centro de oração da igreja fosse encerrado e fechado. Ao ser entrevistado por um grande canal de notícias para saber por quais razões protestavam contra a igreja, um monge alegou que a igreja convertia pessoas em troca de dinheiro. Os religiosos acusaram a igreja de distribuir dinheiro aos que viessem orar no centro de oração, por isso, o local deveria ser fechado.

Oficiais do governo ficaram do lado dos monges, escolhendo acreditar no que haviam falado contra a igreja. Por esse motivo, os colaboradores da igreja foram repreendidos pelos oficiais. Além disso, uma audiência foi marcada, porém os queixosos não apareceram. Assim, o assunto não teve continuidade.

Esse protesto se tornou manchete. Jornais também declararam que o Conselho Provincial de Biyagama, composto de 10 membros, baniu a instalação de novos lugares de adoração na região. Isso se deu após o incidente do domingo de Páscoa. Monges budistas tiraram vantagem do sentimento das pessoas para se opor e conter outros grupos religiosos. A liberdade religiosa das pessoas é dificultada enquanto a situação política e religiosa do país tem se tornando um campo minado.

Ajude cristãos perseguidos no Sri Lanka
De acordo com estatísticas do World Christian Database (WCD), o budismo no país alcança 67,6% da população. Apesar da comunidade internacional ter uma visão de que existe um governo democrático, as restrições legais e governamentais com relação aos cristãos só aumentam. O nacionalismo budista pressiona cada vez mais por meios legais e políticos, o que gera uma perseguição silenciosa aos cristãos. 

Grupos extremistas são a principal fonte de perseguição. Cristãos ex-budistas estão sujeitos a assédio, discriminação e marginalização por parte da família e da comunidade. Sua doação ajudará a fortalecer a igreja local através de vários projetos, como de desenvolvimento socioeconômico, assistência jurídica e outros.

Pedidos de oração

  • Ore pelos líderes e membros dessa igreja, para terem sabedoria ao lidar com os que se opõem a eles.
  • Interceda pelos cristãos que frequentam o centro de oração, para se tornarem mais fortes e continuarem orando.
  • Peça pelo favor de Deus sobre a igreja enquanto lida com protestos, oposições e processos na justiça.
  • Apresente os monges budistas, para que vejam a luz da salvação e seus corações se voltem para Deus.
  • Ore por paz e reconciliação nos corações das pessoas do Sri Lanka.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE