Cristãos expulsos sob ameaças de enforcamento

| 13/07/2004 - 00:00


Em 20 de junho, sete famílias protestantes foram obrigadas a fugir de uma vila mexicana em Chiapas, após terem sido ameaçadas de serem enforcadas nas vigas de suas casas.

Segundo o jornal da província Cuarto Poder, o grupo foi instigado pelos caciques da vila a atacar os evangélicos, que estavam reclamando o direito de liberdade religiosa junto às autoridades locais.

Os caciques temem que com o aumento dos cristãos protestantes, eles venham a perder o controle sobre os moradores da vila. As sete famílias pertencem aos cerca de trezentos a quatrocentos cristãos da tribo Tojolabal, que nos últimos 20 meses foram expulsos de suas fazendas em Las Margaritas. A maioria dos que foram expulsos moram em horríveis alojamentos nas redondezas de Comitán, uma cidade com oitenta mil moradores, nas proximidades de Las Margaritas.

Quando os irmaos se vão, o governo lava suas mãos dizendo-se inocente, declarou Esdras Alonso, advogado por direitos religiosos em Chiapas. Dizem: Ah, se saíram daqui foi por que quiseram. Mas, a verdade, é que vão, porque o perigo é enorme e não há ninguém que se preocupe com a seguranca deles.

Leia no original


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE