Militantes de extrema-direita presos por incendiar mesquitas na França

| 13/02/2005 - 00:00


Oito pessoas pertencentes a movimentos de extrema-direita, incluindo quatro militares, foram presas esta semana na França por sua suposta participação em incêndios criminosos contra mesquitas registrados no último ano.

Segundo fontes judiciais, os quatro militares, detidos na região de Annecy (este), estão na ativa no 27º batalhão da zona. Nenhum deles, com idades por volta dos 25 anos, havia tido problemas com a justiça até então.

Fontes ligadas à investigação afirmaram que os civis presos são pobres racistas que lêem literatura de extrema-direita e se embriagam com freqüência, apesar de não integrarem movimentos políticos estruturados.

O ministro do Interior, Dominique de Villepin, saudou as detenções e ressaltou sua decisão de lutar contra qualquer forma de racismo, anti-semitismo, atos de ódio e xenófobos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE