Tay Nguyen, Vietnã: 30 anos mais tarde

| 01/05/2005 - 00:00


Nas três décadas desde a sua liberação em 1975, a região de Tay Nguyen (Terras Altas Centrais) tem desfrutado de um maior melhoramento sócio-econômico graças à liderança do Partido e da flexibilidade e unidade dos 47 grupos étnicos minoritários locais.

Uma vasta planície no lado sul da montanha Truong Son, Tay Nguyen é melhor conhecida por seu povo de bom coração e natureza perseverante durante as guerras de resistência da nação.

Fisicamente, a região é cheia de selvas, cachoeiras idílicas e paisagens nas montanhas de tirar o fôlego.

A localização estratégica de Tay Nguyen, cheia de obstáculos e inacessibilidade, faz dela um portão vital para o delta do Cuu Longo (Mekong) no sul do Vietnã.

No dia 10 de março de 1975, na cidade Buon Ma Thuot em Tay Nguyen, aconteceu a primeira batalha das Forças de Liberação na Ofensiva Geral.

A vitória foi um fator decisivo na derrota do regime apoiado pelos EUA e na reunificação do país na primavera de 1975. A libertação de Tay Nguyen é um evento glorioso na história da nação.

Derrotando complôs hostis

Por causa da importância estratégica da região, Tay Nguyen se tornou alvo de forças hostis que querem minar a unidade nacional entre os grupos minoritário étnicos. Usando questões de terra e diferenças religiosas, essas forças, como a Fundação Montagnard localizada nos EUA, provocaram manifestações e exageraram alguns casos.

Há também boatos sobre as opressões do governo às manifestações. Anti-revolucionários até criaram um não-existente chamado "Estado de Degar" ou "Degar Protestante".

Mas o tempo descobriu a mão por trás das forças hostis.

Na investigação do caso feita pela mídia local, foi descoberto que os manifestantes eram ofendidos por organizações estrangeiras hostis. Em alguns lugares, os povos das minorias éticas eram encorajados pelos estrangeiros a fugirem para outro país, apenas para terminar me "campos de refugiados". Eles foram mais tardes bem recebidos de volta ao Vietnã pelas autoridades, sem ser sujeitos a qualquer punição.

Enquanto isso, a taxa de pobreza, de acordo com os números locais, caiu de 25 % para 11% em 2003, e a fome não é mais um problema. As crianças desfrutam de educação grátis e as pessoas em vilas remotas têm acesso à cuidado médico. Todas as comunidades têm estradas e mais de 81% tem eletricidade.

O Estado e o Partido estão ao lado do povo de Tay Nguyen para fixar a terra e as questões religiosas, dizem as autoridades locais.

No passado, numerosas políticas foram estabelecidas para criarem condições favoráveis para protestantes e católicos.

O reverendo Thai Phuoc Truong, secretário geral da Confederação Geral de Confederação de Igrejas Evangélicas (do Sul) do Vietnã, reportou que há operação regular e ininterrupta de 36 igrejas em Tay Nguyen desde 1975.

Acrescentando, a Confederação Geral ordenou aproximadamente 100 padres. Mais de 30 igrejas foram construídas e centenas foram reformadas. No último Natal, os crentes se reuniram e cultuaram juntos com a ajuda dos governos locais.

"As atividades da Associação são prósperas", disse o reverendo Tran Ba Thanh, um membro da confederação. "Estamos todos satisfeitos e somos capazes de olhar para o futuro com confiança".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco