Impressora de Bíblias é confiscada

| 20/10/2005 - 00:00


A polícia cubana invadiu há pouco tempo uma casa na cidade de Colón e confiscou o que os oficiais chamaram depois de "subversivo e perigoso". O contrabando não era de drogas, pornografia ou instruções de bombas caseiras. O que a polícia confiscou eram exemplares do Evangelho de João e uma pequena impressora.

Domingo de manhã, dia 9 de outubro, cinco policiais à paisana entraram na casa. Depois de pedir reforços, um caminhão chegou com 12 policiais armados e uniformizados, que apreenderam os evangelhos e a máquina. Os oficiais cubanos disseram que esse material era "subversivo e perigoso".

A polícia levou então o pastor Eliseo Rodriguez Matos, líder de uma igreja Assembléia de Deus na região, à delegacia local para interrogá-lo. A polícia ligou para a senhora Caridad Diego, ministra de Assuntos Religiosos em Havana - uma atéia que apóia o governo comunista na restrição do evangelismo cristão. A ministra disse que a impressora confiscada era "muito perigosa".

"Concordamos com a afirmação do governo", respondeu o líder de uma agência missionária norte-americana. "A Palavra de Deus é perigosa. Ela pode dar liberdade eterna em meio à tirania demoníaca".

Em todo o país,  as ameaças de demolição de igrejas domésticas nunca foram tão freqüentes. Recentemente o governo considerou-as ilegais. Agora planeja persegui-las e fechá-las. Muitas igrejas domésticas já tiveram equipamentos, como bancos, instrumentos musicais e literatura cristã, confiscados pela polícia.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE