Batistas querem propriedade confiscada de volta

| 30/11/2005 - 00:00


A comunidade batista está cada vez mais preocupada com sua igreja histórica, localizada no centro da cidade de Baku. "Para nós, aquele lugar é sagrado", disse Ilya Zenchenko, chefe da União Batista do Azerbaidjão, à agência de notícias Forum 18. "Meu avô foi um dos que construíram o templo. Não é apenas uma propriedade que queremos de volta para vender - as pessoas de nossa igreja querem se reunir lá de novo". Ele afirma que essa é a única igreja histórica no país, já que nenhum outro prédio foi construído para ser uma igreja de fato depois que os comunistas assumiram o poder.

Um incêndio em agosto - que Ilya supõe ter sido proposital - e a grande construção de um edifício perto da igreja - podendo danificá-la - fez com que os batistas fossem até Mustafa Ibrahimov, um oficial do Comitê do Estado para Trabalho com Organizações Religiosas, para falarem de suas preocupações. "Ele tentou nos acalmar, nos assegurando que o prédio seria mantido como patrimônio histórico. Mas ele nos informou que não havia nenhuma lei sobre a restituição, então a igreja não poderia ser devolvida".

Construída na primeira década do século vinte, a igreja batista foi dedicada em 1911, sendo confiscada pelas autoridades soviéticas em 1930. Embora seja arrolada como um monumento, a igreja é agora o cinema Shafang.

Os batistas possuem cópias de documentos do Arquivo do Estado do Azerbaidjão, os quais atestam que a igreja foi construída pela comunidade e pertencia a ela até ser confiscada pelo regime soviético. Apesar disso, quando a comunidade pediu a igreja de volta na década de 1990, as autoridades negaram, dizendo que ela nunca havia sido dos batistas.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE