Cristãos indianos sofrem violência e intimidação

| 12/03/2006 - 00:00


Um porta-voz de um ministério em favor da Igreja Perseguida diz que a hostilidade anticristã e os maus tratos dos cristãos na Índia alcançaram novos níveis. Segundo a organização Evangelho para a Ásia (GFA, sigla em inglês), extremistas hindus realizaram uma série de ataques contra cristãos e suas igrejas desde janeiro.

O presidente da GFA, K.P. Yohannan, diz que os nacionalistas hindus têm se mostrados preocupados com o alcance que o cristianismo teve a 300 milhões de dalits, um grupo párea, cujos membros são conhecidos como "intocáveis".

Yohannan afirmou que os nacionalistas hindus querem que a Índia seja o que eles chamam de uma nação "puramente hindu". Para ele, o que os nacionalistas vão fazer é "dizer: "Se você deixar o hinduísmo ou se você se tornar cristão, vamos maltratar você e vamos persegui-lo." Na verdade, ele nota, o que esses extremistas estão fazendo "é um tipo de limpeza étnica, avisando as pessoas a ficarem longe dos cristãos e não se converterem."

O presidente diz que muitos cristãos na Índia permanecem firmes, apesar da crescente perseguição e da dificuldade. Os cristãos estudantes têm sido surpreendidos e espancados enquanto passam. Pastores de muitas igrejas sofrem com freqüência ameaças de morte. Alguns produtores de programas evangélicos de rádio foram atacados com barras de ferro.

"A cada semana ouvimos dezenas de histórias de alguém do campo missionário, em que os trabalhadores que enfrentam essa perseguição são espancados e abusados. Isso tem aumentado. Mas uma das melhores coisas que tenho aprendido é que nosso pessoal está reconhecendo que Deus é soberano."

Mesmo em face a toda essa violência e hostilidade dos radicais hindus, o intento dos cristãos em sobreviver e espalhar as boas novas de Jesus Cristo é constante. Yohannan diz que "ninguém pode nos parar". Para ele, dar a vida em favor do evangelho não é nada novo, por isso os trabalhadores da GFA seguirão adiante.

Os extremistas hindus na Índia continuam tentando intimidar os membros da igreja dalit e outros cristãos, por meio da perseguição e de ameaças de violência. Apesar disso, Yohannan diz que não conhece um único cristão que tenha se reconvertido ao hinduísmo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE