Dois muçulmanos acusados de blasfêmia são mortos em dois dias

| 20/06/2006 - 00:00


Em apenas dois dias, dois muçulmanos acusados de blasfêmias foram assassinados na região de Punjab, de acordo com a imprensa local.

O primeiro caso aconteceu em 15 de junho, quando o imame Hafiz Qamar Javed foi morto por uma multidão em Choonawala, próximo a Hasilpur. Ele tinha ateado fogo a um monte de lixo perto de sua mesquita. Isso atraiu alguns vizinhos, inclusive pessoas de uma seita rival, que o acusaram de queimar páginas do Alcorão.

Num piscar de olhos, o grupo se transformou em uma multidão que começou a agredir o imame. Quando outro líder religioso chegou para resgatar Hafiz, acabou sendo também agredido. Por fim, Hafiz desmaiou, vindo a falecer logo em seguida.
 
A polícia registrou o caso como homicídio e ataque sob a lei de blasfêmia.

O corpo do imame foi enterrado em Choonawala na presença de um grande número de pessoas, apesar da pouca segurança.

Blasfêmia contra Maomé

Em um segundo incidente, Abdul Sattar Gopang tinha acabado de adentrar o recinto da corte, sob custódia da polícia, quando dois homens , o atacaram com adagas. Os agressores foram posteriormente identificados como Iqbal Ahmad e Muhammad Imran.

A polícia informou que dois oficiais, Abdul Ghafoor e Constable Altaf Karim, também sofreram ferimentos enquanto tentavam dominar os agressores.

Quando os assaltantes foram finalmente dominados, Abdul Gopang estava sangrando muito. Ele foi levado para o Hospital Distrital de Muzaffargarh, onde morreu antes de receber atendimento médico.

Investigações iniciais revelaram que os agressores eram internos de uma escola islâmica na região de Muzaffargarh. Algumas testemunhas disseram que os assaltantes não tentaram fugir e que, em vez disso, eles gritavam palavras de ordem quando a polícia os levou em custódia.

Abdul Gopang tinha sido preso em 13 de março em decorrência de uma queixa registrada por Maulana Abdul Rasheed, que alegou que, enquanto discutia honorários com um motorista de caminhão, Gopang blasfemou contra o profeta Maomé.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE