Tiroteios em centros religiosos matam 7 pessoas no fim de semana

A polícia comunicou ontem a morte de cinco pessoas, incluindo o agressor, em Colorado Springs, no segundo atentado em centros religiosos do Estado do Colorado em um período de doze horas.

No sábado (8), outras duas pessoas foram mortas em Boulder, no centro religioso "Jovens com uma missão", a 120 quilômetros do segundo tiroteio, e duas estão internadas. A polícia investiga se existe relação entre os atentados.

O chefe de polícia Terry Maketa confirmou a morte do atirador que disparou contra religiosos da igreja New Life no início da tarde de domingo (dia 9). Quanto às vítimas, "há quatro pessoas mortas, talvez uma ferida, mas trata-se ainda de informação preliminar", acrescentou. Os tiros teriam sido disparados no estacionamento da igreja, depois de um culto.

Os ataques ocorrem quatro dias após um jovem abrir fogo em um shopping do vizinho Estado de Nebraska, matando oito pessoas antes de cometer suicídio.

Jovens com uma missão

Segundo Peter Warren, diretor do centro "Youth with a mission" ("Jovens com uma missão"), o homem responsável pelo primeiro ataque, em Boulder, procurava abrigo para passar a noite. Ao ter sua hospedagem negada, invadiu o dormitório do centro por volta da meia-noite e disparou.

Tiffany Johnson, 26 anos, e Philip Crouse, 23 anos, morreram no hospital. Outros dois jovens, de 20 anos de idade, foram atingidos e estão internados - um deles em estado grave. Todos eles eram monitores do centro.

O atirador, que fugiu andando, foi descrito como um homem branco de cerca de 20 anos - ele vestia jaqueta e capuz, segundo testemunhas. Depois do ataque, 45 pessoas foram transferidas do centro e a polícia inicou as buscas.

Darv Smith, diretor do centro "Yout with a mission", disse que o treinamento envolve 12 semanas de cursos que preparam os discípulos para serem missionários. Segundo ele, o público varia de crianças de 12 até senhores de 70 anos.

Darv diz que o centro, fundado em 1960, tem mais de 1.000 representações no país, com 16 mil monitores. A unidade de Boulder, fundada em 1984, treina cerca de 300 pessoas por ano.