Hamid vive de modo restrito, mas conta com a nossa intercessão

O cristão iraniano Hamid Pourmand voltou a se reunir com sua família em julho de 2006, depois de 22 meses de prisão. Naquele momento ele foi informado pelo governo iraniano de que não precisaria ficar mais 14 meses preso até cumprir o restante da pena de três anos.

Desde a liberação dele, a Portas Abertas não divulgou nada a fim de protegê-lo, uma vez que ele continua vivendo sob forte opressão das autoridades. Mas agora que já se passaram dois anos optamos por atualizar os irmãos e pedir orações.

Ele havia sido condenado a três anos de prisão pela Corte Militar, por supostamente "enganar as forças armadas iranianas" ocultando sua conversão de 25 anos ao cristianismo. A lei iraniana proíbe não-muçulmanos de obter cargos como oficiais nas Forças Armadas ( leia mais).

Devido a ordens do governo, Hamid está morando com a família dele no Teerã. Ele não pode voltar para a cidade natal dele, Busher. Isso significa que a família não pode comparecer à igreja que freqüentava nem rever os membros da igreja. Eles realmente perderam os contatos com os colegas cristãos de Busher.

Dificuldade para arranjar emprego

Está muito difícil para Hamid arranjar um trabalho porque agora ele possui antecedentes criminais. É um ex-detento. Toda a vez que ele solicita um emprego, o empregador logo vai pedindo as referências dele e os documentos, nos quais está escrito que ele foi condenado e preso. Por isso a dificuldade em obter alguma renda e ter dinheiro suficiente para as despesas diárias de sustento.

Tudo foi confiscado

Apesar disso, a família está contente com a possibilidade de todos estarem juntos novamente. A família tem esperança no futuro, embora tenha perdido tudo. A casa deles foi fechada pelo governo, os pertences deles foram confiscados, incluindo a pequena poupança.

A família não tem nenhum auxílio financeiro em casos de urgência. Hamid e a família dele estão dependendo completamente de Deus, em todos os aspectos das vidas deles. Eles enfrentam tempos difíceis, mas dizem que têm aprendido muito com essa situação.

O futuro de Hamid e da família dele é incerto, mas todos os integrantes estão prontos a fazer a vontade de Deus, seja o que for. Deus tem se mostrado fiel a Hamid e sua família. E eles estão contentes com isso.

Vigilância e impossibilidade de ter uma vida normal

Hamid vive de modo restrito. As autoridades não permitem que ele vá à igreja. Ninguém pode visitá-lo e ele não pode deixar a cidade. Ele não tem mais passaporte e por isso não pode deixar o país. Hamid e a família vivem debaixo de uma opressão constante.

Hamid e a família sabem que há pessoas no mundo orando por eles e isso os encoraja muito. É dessa forma que eles têm forças e coragem para continuar.

Não deixe de continuar intercedendo por Hamid e pela família dele, peça por mais liberdade e oportunidades a fim de que ele cresça na fé, prospere e dê muitos frutos em ações de graça.