Mais de 10 mil pedem fim da intolerância religiosa no Rio

Cerca de 10 mil pessoas participaram neste domingo de uma caminhada na praia de Copacabana, zona sul do Rio, para pedir o fim da discriminação religiosa. Sob chuva, a manifestação reuniu artistas, intelectuais e representantes de várias crenças, com predomínio das religiões afro-brasileiras, que denunciaram o preconceito e a perseguição por parte de outros grupos.

De acordo com um dos organizadores da manifestação, o babalorixá Ivanir dos Santos, são inúmeros os casos de preconceito no Rio, principalmente, contra as religiões de matriz africana como umbanda e candomblé. Segundo ele, os ataques são "sistemáticos", inclusive pelos veículos de comunicação.

Veja notícia completa na Folha Online.