Autoridades permitem grande culto de Páscoa no Vietnã

As autoridades vietnamitas deram permissão para que igrejas domésticas realizassem um grande culto de páscoa público (em 21 de abril), no que os grupos de ajuda humanitária disseram ser um grande passo para o Vietnã.

Mais de 15.000 pessoas se reuniram no estádio Tao Dan para adorar a Deus, proclamar Cristo e experimentar uma rara sensação de unidade cristã, principalmente para os membros de igrejas domésticas, acostumados a se reunirem em pequenos grupos. O único evento desse porte para grupos não-registrados aconteceu no Natal de 2007, em uma reunião ao ar livre, patrocinada pela Sociedade Evangélica do Vietnã (VEF em inglês).

No evento, a VEF se esforçou para incluir todas as igrejas domésticas, e não apenas seus próprios membros.

Realizar um evento que inclui a adoração e o evangelismo fora de um templo viola as leis religiosas restritivas do Vietnã, e a celebração – na qual 1.200 pessoas decidiram seguir a Cristo – não aconteceu sem lutas. Relutantes em apoiar eventos cristãos, as autoridades pediram e conseguiram a retirada de um dos organizadores – o pastor Nguyen Ngoc Hien, que lidera uma igreja batista e um grupo chamado Christian Fellowship of Vietnam – como condição para uma aprovação.

Os oficiais deram a permissão somente após as 16h, três horas antes do início do evento, ainda que os organizadores pediram a permissão muitos meses antes. As autoridades asseguraram que a liberação logo viria, mas os organizadores estavam muito ansiosos. Além disso, começou a chover um pouco antes do culto, mesmo não sendo temporada de chuvas.

Como a celebração ocorreria ao ar livre, uma chuva forte poderia ser mais do que inconveniente. Choveu o suficiente para refrescar o ar, e parou assim que o culto começou – uma resposta às orações dos participantes. A celebração começou com o louvor congregacional; os participantes dizem que a multidão cantou com entusiasmo e alegria.

“Eu nunca ouvi nada como isso, mesmo em uma cruzada do Billy Graham”, disse um dos líderes vietnamitas. “Era como se eles oferecessem a Deus todo o louvor e adoração guardados em seus corações durante anos de opressão.”

Os líderes e os advogados de liberdade religiosa no Vietnã disseram que o evento foi significativo, pois as igrejas não-registradas puderam realizar uma celebração pública.

“Os líderes cristãos vietnamitas oram há muito tempo por essa oportunidade. Eles veem que esses acontecimentos são respostas diretas de Deus, que acreditam ter o coração das autoridades em Suas mãos.”

Três representantes de um grupo não-registrado chinês estavam no culto; eles ficaram impressionados. Eles prometeram aos líderes vietnamitas enviar missionários para ajudar na evangelização do Vietnã.