Líderes são soltos e abrem processo contra Escritório de Segurança

| 29/06/2009 - 00:00


Três líderes de igrejas não-registradas foram liberados depois de cumprir um período de detenção por “realizar atividades religiosas ilegais”. Xu Fenying foi solta no dia 19 de junho, após cinco dias de detenção, e Liu Caili e Huang Shumin foram liberados no dia 24 de junho, após 10 dias detidos. Os três líderes agradecem a todos que oraram por eles.

As autoridades prenderam os cristãos como a última ação antes de fechar a igreja e confiscar o templo. A igreja era alvo há muito tempo, pois os cristãos estavam lutando por justiça em seu vilarejo. No dia 5 de junho, os oficiais emitiram uma nota dizendo que a Igreja Taochuan tinha sido vetada.

Os três líderes foram presos no dia 14 de junho, quando os oficiais invadiram suas casas e os escoltaram até a delegacia, sem qualquer justificativa ou mandado. Liu Caili e Huang Shumin foram condenados a dez dias de detenção e Xu Fenying a cinco. Um canal de TV local mostrou os três líderes algemados.

A Associação de ajuda à China (ChinaAid) soube que, em 18 de junho de 2009, três policiais foram até a casa da cristã Zhang Miaoli, onde a interrogaram. Ela foi até a delegacia no dia seguinte, onde recebeu cinco dias de detenção.

Liu Caili, Huang Sumin e Xu Fenying abriram um processo administrativo contra o Escritório de Segurança Pública de Luonan, afirmando que as detenções, multas e confisco de livros não têm base legal. No processo, os cristãos argumentam: 1) a acusação não estava baseada em fatos, porque os cristãos se reúnem espontaneamente para estudar a Bíblia, não em nome de uma organização; 2) a pena administrativa não tem base legal porque a Constituição chinesa garante a liberdade religiosa; e 3) as autoridades violaram o procedimento legal, porque não apresentaram documentos de identificação ou mandados.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE