Polícia invade igreja e interrompe reunião de oração

No domingo, 27 de dezembro, a polícia do Estado de Karnataka invadiu uma igreja, interrompeu uma reunião de oração e acusou o pastor e os cristãos de converter pessoas à força em Koppa, no Estado de Karnataka.
 
O fato foi revelado pelo Conselho Global de cristãos indianos (GCIC), que relata que os policiais invadiram a igreja Ministério do Povo, em Koppa, por volta das 11h30, e interrompeu a oração e o culto de domingo.

A fonte afirmou que a polícia instruiu o pastor D.M. Kumar, de 50 anos, a parar o culto. Eles alertaram o pastor de que ele seria preso se continuasse a realizar cultos ou reuniões de oração no mesmo local.

A polícia também acusou o pastor e a congregação de “realizar conversões forçadas” e ofendeu o pastor por realizar cultos e reuniões de oração “sem a permissão do governo”.