Extremistas muçulmanos ameaçam cristãos e impedem culto

A comunidade cristã de Bekasi, na província de Java Ocidental, está novamente sendo alvo de fundamentalistas islâmicos. No dia 3 de janeiro, domingo, centenas de moradores do sub-distrito de Jejalen impediram que os fieis da Igreja Protestante Filadélfia participassem dos cultos.

Um representante do Grupo Huria Batak para cristãos protestantes (HKBP) – um grupo formado por diversas igrejas protestantes do país – confirma que os “agressores bloquearam as estradas de acesso à igreja”, para impedir aqueles que tentassem “trafegar na área”.

O pastor Panjaitan, diretor da Igreja Protestante Filadélfia, não estava presente no momento do ataque. Ele está em Sumatra por um período de férias, e não foi encontrado para comentar o assunto. Testemunhas afirmam que a multidão “gritava contra os cristãos”, exigindo a interrupção das celebrações, porque “os templos não tem permissão oficial para funcionar”. O documento emitido pelas autoridades para a construção de edifícios (IMB) requer um processo detalhado, que é mais complicado para os cristãos. Pode levar mais de 10 anos para conseguir todos os documentos necessários.

Os oficiais do HKBP liberaram todos os fundos necessários para a compra do terreno, mas a falta de uma permissão para a construção interrompeu a obra. Os fieis ergueram um templo temporário para realizar os cultos.