Muçulmanos extremistas assassinam cristão e incendeiam casa

| 24/03/2010 - 00:00


Militantes islâmicos na Somália capturaram e assassinaram um líder de igreja clandestina que já havia escapado de uma tentativa de sequestro no dia 2 de março.

Os rebeldes do grupo al Shabaab atiraram em Madobe Abdi no dia 15 de março, às 9h30, no vilarejo de Mahaday.

A morte de Abdi é mais uma em um número crescente de cristãos assassinados por militantes islâmicos; a única diferença é que ele não tinha origem muçulmana. Órfão, foi criado como cristão.

Fontes afirmam que os militantes proibiram que o corpo fosse enterrado, ordenando que fosse jogado aos cães, para servir de exemplo para outros cristãos. O al Shabaab se engajou em uma campanha para se livrar de todos os não muçulmanos do país.

O grupo afirmou: “Deixar o corpo de Abdi ao ar livre é um aviso para todos de que um murtid (infiel) é uma desgraça para os muçulmanos”, provocando medo em qualquer pessoa que gostaria de se tornar cristão.

Em 2009, os muçulmanos na Somália perseguiram e mataram pelo menos 15 cristãos, incluindo mulheres e crianças. Este ano, em 1º de janeiro, extremistas balearam um líder de igreja. Quando souberam que Mohammed Ahmed Ali havia abandonado o islamismo para se tornar cristão, o al Shabaab o matou.

Também neste ano, a Islamic Courts Union (União de Tribunais Muçulmanos, ICU), quando soube que havia Bíblias e panfletos cristãos guardados em uma casa, invadiu o local, no distrito Hamarwien, em Mogadishu, como um alerta para todos aqueles que ousarem possuir qualquer literatura cristã.

“Já que não há leis e ordem neste país, não há ninguém para quem possamos pedir proteção”, disse o dono da casa. “Mas sabemos que, pelo sangue de Jesus, nos recuperaremos”.

Os criminosos roubaram a casa antes de incendiá-la. Moradores da região tentaram extinguir o fogo, que deixou a construção inutilizável.

“Eu vi fumaça saindo da casa, então corri para fora e vi dois homens saindo com galões de gasolina”, conta um vizinho. “Um dos homens gritava: ‘Allah Akbar! Allah Akbar! ’, depois eles entraram no carro e fugiram.

Dentro da casa havia uma versão da Bíblia New King James e algumas cópias de folhetos cristãos, impressos pela internet. Não se sabe como a informação sobre a existência de material cristão na casa vazou.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2023 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco