Igreja doméstica é invadida e pastor, agredido

| 11/04/2011 - 00:00


Quando o Vietnã começou a abrir sua economia para o mundo, muitos cristãos ficaram esperançosos de que isso traria mais liberdade religiosa. Algumas vezes há sinais de que isso realmente aconteceu, principalmente quando grupos de igreja conseguem organizar grandes reuniões em dezembro.

No entanto, as igrejas menores, não registradas na região central do Vietnã ainda não viram esses sinais. Um líder de jovens, que também é coordenador do programa de treinamento para jovens, conta sobre suas experiências e o que os cristãos dessa região têm que enfrentar por causa de sua fé. Os nomes, datas e locais foram alterados por questões de segurança.

“Trie iniciou uma igreja em sua casa no ano passado. Durante as primeiras semanas, a igreja estava indo muito bem. Mas, quando mais pessoas começaram a aceitar Jesus, as dificuldades também tiveram início.”

“Em junho do ano passado, ele organizou um evento evangelístico e mais de 30 pessoas compareceram. Por volta das 19h, policiais, líderes locais e civis não identificados cercaram sua casa. Os oficiais entraram no local e verificaram os documentos de identidade de todos.”

“Quando viram que entre os presentes estavam crianças e adolescentes, os policiais ligaram para os pais. Os responsáveis queriam que Trie explicasse por que as crianças estavam na casa dele. Enquanto isso, homens desconhecidos que acompanharam os pais começaram a gritar, para atrair a atenção e provocar constrangimento.”

“Por causa do acontecido, alguns dos jovens abandonaram sua fé, devido à pressão de suas famílias. Outros aumentaram seu comprometimento. Por eles, a Igreja continuou a crescer, ao ponto de que sua casa não conseguia mais acomodar os membros.”

“Trie decidiu vender sua propriedade e comprar uma maior. Ele construiu uma casa de três andares, e quando a obra foi concluída, ele e sua família organizaram uma cerimônia de consagração. Em dezembro de 2010, quando Trie iria dar início ao culto, policiais entraram no local e desligaram seu microfone. Eles confiscaram todas as cadeiras adquiridas recentemente e forçaram todos os convidados a irem embora.”

“Desde então, Trie e sua congregação têm sofrido muita oposição. Durante a noite jogaram esterco misturado com óleo em sua casa. Algumas vezes, moradores locais barravam os cristãos que estavam em seu caminho para os cultos ou reuniões.”

“Outro incidente aconteceu em março. Na ocasião, um grupo de jovens barrou alguns estudantes que estavam voltando de um culto de jovens na casa de Trie. Um dos jovens cristãos disse a eles: ‘não fizemos nada de errado; por que vocês estão nos incomodando?’. Isso irritou o grupo, que começou a agredir o jovem.”

“Assim que Trie soube o que estava acontecendo, saiu correndo para impedir que o grupo agredisse ainda mais os jovens. Mas os homens se voltaram contra Trie. O pastor foi levado ao hospital. Seu corpo estava todo inchado, e ele ficou com muitos ferimentos na cabeça, pernas e costas. No momento, Trie está se recuperando em sua casa.”

“Tivemos que encontrar um lar temporário para os estudantes; por causa do incidente, a polícia foi até o apartamento e obrigou o locatário a expulsá-los. A mesma coisa aconteceu quando os jovens encontraram outro lugar para alugar. Então, o diretor da escola, que recebeu um relatório dos acontecimentos, alertou os cristãos a não frequentarem a igreja de Trie.”

A Portas Abertas iniciará um treinamento de jovens para a igreja de Trie. Ore para que o Senhor proteja os coordenadores, professores e jovens que participarão do treinamento. Ore para que tudo ocorra tranquilamente.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE