Obediência nem sempre significa segurança e conforto

Arjun e Neha, cristãos indianos, entenderam a voz de Deus e voltaram para a aldeia de onde foram expulsos

Há alguns dias, iniciamos o testemunho de Arjun e Neha, cristãos que foram expulsos da aldeia que viviam por crerem em Cristo. Até mesmo seu acesso à água potável foi racionada pelos vizinhos. Conheça agora o desenrolar desta história de fé e coragem em uma das nações mais fechadas ao evangelho: a Índia

Após saírem da aldeia, Arjun e Neha confiaram em Deus para revelar o caminho. “Deus nos deu tanta coragem. Mesmo com tanta dificuldade, ele nos ajudou”, destaca Neha. Justamente neste período, o casal se reuniu com alguns pastores para discutir a situação e decidir o caminho a seguir. Durante três semanas de oração e discipulado, a fé de Arjun aumentou e ele sabia o que Deus o chamava para fazer: ele levaria a família de volta para casa e voltaria à perseguição para testemunhar tudo o que Cristo havia feito em suas vidas.

"Somente em Deus somos protegidos. Na minha vida, passei por muitas situações. Mas em todos esses incidentes, Deus me salvou. Qualquer coisa pode estar acontecendo comigo, mas meu Deus vai me salvar. Sei muito bem em meu coração que ele está comigo”, diz Arjun.

Por meio de parceiros locais, a Portas Abertas chegou a Arjun e a família para ajudá-los a superar o obstáculo de terem o acesso ao poço cortado. Foi instalada, então, água corrente na casa de Arjun e Neha de forma que eles pudessem permanecer na aldeia, como uma luz de Cristo para as vidas. "Fiquei muito feliz quando recebemos a instalação de água. Os vizinhos não nos permitiram encher a água do poço. Quando a água chegou, fiquei muito feliz”, conta Neha.

Mesmo sendo os únicos cristãos em sua aldeia, Arjun e Neha encontram alegria em seguir Jesus. “Quando estamos fracos, nós o adoramos. Quando estamos cercados por problemas, adoramos mais ainda. Quando Deus nos chama para amar o próximo, ele simplesmente pede que sigamos seus passos”, declara Arjun. Arjun e Neha esperam e acreditam que a decisão de ficar trará mais e mais pessoas a Jesus. Não importa o custo.

Pedidos de oração