Ore para que a igreja seja uma bênção nas Maldivas

A pandemia e a corrupção intensificam as dificuldades no país

As Maldivas são conhecidas pelas praias de areia branca e águas azuis turquesas, mas a corrupção é uma parte menos conhecida da vida. A corrupção, no entanto, sempre foi um grande problema nas ilhas e era um fenômeno comum em toda a sociedade dentro das limitações da lei.

“A corrupção nas Maldivas atingiu seu auge em 2018”, disse um expatriado cristão que vivia no país. Durante esse tempo, o presidente das Maldivas, Abdulla Yameen, do Partido Progressista (PPM) estava no poder. O partido estava no poder há muito tempo e havia alegações de corrupção e abuso de poder em todos os lugares, mesmo em aberto. 

A população sentiu que era hora de mudanças e o apoio ao Partido Democrático das Maldivas (MDP), liderado por Mohamed Nasheed, começou a crescer. O governo não antecipou o apoio que o MDP estava recebendo do público. Como resultado, o presidente Yameen tomou medidas desesperadas para permanecer no poder. Ele desobedeceu a uma ordem direta da Suprema Corte para libertar membros do MDP e apoiadores que haviam sido presos por não apoiarem a agenda de Yameen.

Esse incidente foi seguido por abuso de poder pelas autoridades locais que reagiram violentamente a um protesto pacífico. Juízes foram presos injustamente, membros do governo e um comissário de polícia que não apoiavam o presidente Yameen foram forçados a renunciar e o líder do MDP, Mohamed Nasheed, até precisou ir para o exílio.

O povo desejava uma mudança e finalmente o MDP chegou ao poder liderado por Ibrahim Mohamed Solih, o atual presidente das Maldivas. Enquanto o governo atual fez algumas mudanças positivas para a nação em termos de tentar eliminar a corrupção dentro do governo, o povo está esperando mais a ser feito.

Esperança de dias melhores

O presidente Ibrahim Mohamed Solih melhorou as relações com outros países, como Índia e China. Por causa dessas relações, as Maldivas ganharam acesso às vacinas da COVID-19 que levou o país a introduzir o conceito de “turismo de vacinas”. O turismo de vacinas é um programa que permite que turistas que visitam as Maldivas sejam vacinados na chegada. Isso aumentou imensamente o número de visitantes para 2021 e 2022; o que é crucial para a economia do país, pois o número de turistas caiu drasticamente em 2020 como resultado da pandemia. 

O governo atual está fazendo tudo o que pode para lidar com a pandemia, concentrando todos os seus recursos e ações para combater o vírus e estabilizar a economia. Mesmo assim, as pessoas ainda estão sofrendo. “Este é um momento crucial para orarmos. Podemos clamar a Deus e pedir ajuda. Este é o momento para a igreja se erguer e ser uma bênção, interceder pelas Maldivas e a recuperação econômica para que este seja um testemunho da bondade de Deus”, compartilhou um cristão local.

Pedidos de oração