Pastor bengali é atacado por multidão

Enquanto ele e sua família dormiam, a casa foi completamente destruída

| 05/08/2019 - 12:00

Casas de cristãos no país são constantemente atacadas e famílias inteiras são agredidas

Casas de cristãos no país são constantemente atacadas e famílias inteiras são agredidas


Às 2 horas da manhã, uma multidão invadiu a casa do pastor Mokttakim* em uma pequena aldeia no norte de Bangladesh. Armados, mais de 100 agressores arrastaram o pastor e toda a família para fora da casa, os amarraram e os agrediram. Os atacantes, então, começaram a destruir toda a propriedade, arrancando até mesmo as árvores.

A irmã do pastor Mokttakim sofreu ferimentos graves no ataque e foi levada às pressas para uma clínica local para tratamento. O restante da família teve ferimentos leves. Líderes islâmicos influentes na comunidade vinham tentando forçar o pastor a sair da região há meses. Mesmo que a família de Mokttakim esteja vivendo na mesma terra há gerações, um líder islâmico contestou a reivindicação à propriedade e falsificou documentos para tentar retirá-los da aldeia.

Reuniões formais de reconciliação na aldeia determinaram que o pastor Mokttakim era o dono legítimo da terra, no entanto, a comunidade islâmica se recusou a reconhecer isso por causa da fé cristã. Eles chamam o pastor Mokttakim e família de "kafir", um insulto islâmico que significa "ateu". Apesar da perseguição, o pastor e seus familiares estão determinados a permanecer na aldeia e continuar a brilhar a luz de Jesus.

Bangladesh ocupa a 48ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019. À medida que o número de cristãos cresce, restrições e dificuldades com grupos islâmicos radicais, líderes religiosos locais e famílias também aumentam. Os cristãos ex-muçulmanos, ex-hindus, ex-budistas ou de origem tribal enfrentam a perseguição mais severa, sendo impedidos de ter acesso até mesmo à água limpa. Por isso, eles se limitam em igrejas domésticas pequenas ou em grupos secretos devido ao medo de ataques.

 Água viva aos cristãos de Bangladesh

Devido à perseguição que impossibilita que os cristãos bengalis tenham acesso a água limpa, a Portas Abertas visa fornecer água pura aos irmãos e também os capacita para compartilhar de Jesus Cristo com seus vizinhos. Neste país, cristãos novos convertidos têm acesso negado à água limpa em suas aldeias. Como resultado, são forçados a beber água impura de lagos e rios. Conheça mais sobre o projeto, e envolva-se!

*Nome alterado por segurança.

Pedidos de oração

  • Agradeça a Deus por nenhum membro da família do pastor Mokttakim ter perdido a vida no ataque, e peça que eles sejam completamente curados de seus ferimentos.
  • Clame a Deus para que todas as necessidades da família sejam supridas, pois eles perderam tudo o que tinham.
  • Interceda pelos cristãos de Bangladesh, para que se unam em comunhão e não tenham medo de permanecerem firmes.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE