“Posso ser preso por responder a uma pergunta no Facebook”

Essa é a afirmação de um cristão no Oriente Médio, que recebe treinamento para levar a palavra e alcançar outros pelas redes sociais

| 08/03/2018 - 00:00

Os meios digitais tem sido uma ótima ferramenta de evangelização nas mãos dos cristãos perseguidos do Oriente Médio

Os meios digitais tem sido uma ótima ferramenta de evangelização nas mãos dos cristãos perseguidos do Oriente Médio


Com suporte da Portas Abertas, cristãos de todo o Oriente Médio são treinados e se preparam melhor para alcançar suas comunidades, tanto on-line como off-line. Em 2018, quatro a seis treinamentos sobre uso das redes sociais serão realizados em toda a região. Igrejas grandes e pequenas de vários países já enviaram pessoas que usam as redes sociais para aprender a desenvolver uma estratégia para a presença on-line. Durante sessões animadas e criativas, cerca de trinta participantes trocam ideias, aprendem sobre as últimas atualizações das redes e elaboraram um plano para o futuro.

Conversamos com dois participantes, Kamal* e Raaif *, ambos de países do Norte da África, sobre o impacto do treinamento em seu ministério. Kamal é membro de uma igreja urbana relativamente grande e Raaif está envolvido em um pequeno grupo de casas rurais. Ambos estão determinados a se tornarem mais ativos e estratégicos nas redes sociais. No entanto, estão caminhando em uma corda bamba. “Eu posso ser preso apenas por responder a uma pergunta sobre Jesus no Facebook”, diz um deles. Hoje você vai saber um pouco mais sobre Raaif.

Raaif: “Quero usar música para alcançar outros com o evangelho”

Raaif, 22, é um cristão ex-muçulmano e membro de uma pequena igreja no Norte da África. O pai dele começou a seguir a Cristo cinco anos atrás. “Meu pai foi o primeiro em nossa família a se tornar cristão. Ele me apresentou a Jesus”, conta o rapaz. Juntamente com algumas outras famílias, os pais de Raaif fundaram uma igreja doméstica na aldeia onde moram. Eles não se reúnem regularmente e os cultos têm de 10 a 15 pessoas. “Falar sobre o evangelho para as pessoas cara a cara é perigoso em meu país, especialmente quando falamos com estranhos”.

É por isso que Raaif quer se concentrar em usar as mídias sociais para alcançar aqueles que ainda não conhecem Cristo em sua região. “Comecei a gravar minhas músicas em um estúdio. Eu quero usá-las para alcançar outros com o evangelho. Posso fazer isso enquanto permaneço anônimo usando determinadas mídias sociais, foi o que aprendi durante este treinamento”, declara. (Essa história continua).

* Nomes alterados por segurança.

Leia também
Testemunhos que George B. contou abençoaram milhares de cristãos
Igreja cristã no Egito é reaberta após 22 anos
Vídeo cristão sobre abuso infantil viralizou na internet


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE