Soldado cristão é encontrado morto em quartel no Egito

Familiares questionam causa da morte dada como suicídio e acreditam que jovem tenha sido morto

| 22/03/2018 - 00:00

Comunidade cristã no Egito exige investigação séria sobre o crime (Foto representativa por razões de segurança)

Comunidade cristã no Egito exige investigação séria sobre o crime (Foto representativa por razões de segurança)


O soldado egípcio, Matthew Samir Habib, 22 anos, foi declarado morto no quartel do exército em Giza, ao sul do Cairo, onde servia, no dia 14 de março. Disseram para seu pai, Samir, que o rapaz havia se suicidado com dois tiros. Essa também foi a causa oficial da morte apresentada na licença do enterro. No entanto, Samir se recusou a assinar o documento e a receber o corpo, dizendo que não acreditava que o filho tivesse tirado a própria vida.

Um membro da família que preferiu não ser identificado nos contou que Habib lhes disse várias vezes que o coronel de sua unidade, Ayman Mohamad Ahmed El Kabeer, sempre o perseguia e insultava por causa da identidade religiosa. “Seus amigos da unidade disseram que houve uma discussão entre o coronel El Kabeer e Habib no dia do incidente, porque Habib se opôs a algo que o coronel disse”, afirma. A família também questiona como ele pode ter dado dois tiros no próprio peito se ficou provado que o primeiro tiro foi fatal.

O jovem cristão era do vilarejo de Ballout, em Asyut. Um grupo formado por familiares e amigos protestou em frente à delegacia exigindo investigação urgente da sua morte. Um ativista que não quis ser identificado exigiu investigação sobre a morte de Habib e de vários outros soldados cristãos que foram encontrados mortos em quartéis do exército. “As famílias das vítimas têm o direito de saber o que aconteceu com seus filhos, e saber os detalhes dos fatos. Por que não ouvimos falar de cristãos que cometeram suicídios em casa? Por que eles só se suicidam nos quartéis do exército?”, questiona o ativista.

Finalmente, o pai do jovem cristão foi obrigado a receber o corpo de filho e ele foi enterrado no cemitério da família no vilarejo. Ore por essa família cristã enlutada e por toda a comunidade cristã do Egito. Que sejam fortalecidos no Senhor, que lutem por seus direitos e tenham sabedoria para se posicionar em todas as situações. Nos últimos dez anos pelo menos oito soldados cristãos foram encontrados mortos em quartéis do exército no país.

Leia também
Igreja começa a ser construída no Egito
Estado islâmico renova ameaças a cristãos coptas


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE