A realidade dos cristãos na Líbia

Futuro dos cristãos permanece difícil mesmo após 10 anos da morte de Kadafi

| 30/10/2021 - 08:00

Os cristãos na Líbia enfrentam hostilidade vinda da família, da comunidade e de grupos extremistas

Os cristãos na Líbia enfrentam hostilidade vinda da família, da comunidade e de grupos extremistas


Na semana passado, no Dia da Libertação da Líbia, a Portas Abertas contou sobre a situação do país e trouxe cinco pedidos de oração para intercedermos pela Líbia. Hoje, mostraremos como os cristãos da nação estão após dez anos da queda e morte do coronel Muammar Kadafi. Você entenderá por que a Líbia não é um lugar seguro para o povo, incluindo a minoria cristã. 

 
O povo ainda espera por paz e liberdade, de acordo com um parceiro da Portas Abertas. Mas as eleições marcadas para dezembro deste ano, disse ele, são “uma tarefa quase impossível”. 

 
“Em nível nacional, há muitas partes interessadas, incluindo grupos armados e várias facções dentro dos governos anteriores, cuja principal preocupação parece ser garantir os próprios interesses. Mas ainda mais importante é a influência de potências internacionais, incluindo a Turquia e a Rússia”, disse. 

 

Futuro sombrio para os cristãos 

Ainda segundo o parceiro, há uma luta ainda maior entre islâmicos ligados à Irmandade Muçulmana (apoiados pela Turquia e pelo Catar) e governos estrangeiros autoritários, incluindo Rússia, Egito, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita, em busca de influência na Líbia. “O povo líbio está preso no meio dessa situação, e o futuro permanece sombrio para os cristãos líbios de origem muçulmana”, acrescentou o parceiro. 

 
“Mesmo que os líbios consigam estabelecer um governo central, é improvável que a liberdade de religião e crença seja protegida. Há pouco espaço para a liberdade religiosa e, na prática, todos os líbios são considerados muçulmanos, sem espaço para mudar da religião no país”, informou o portal de notícias Middle East Concern (MEC, da sigla em inglês).  

 
Os cristãos são apenas 0,5% da população na Líbia, país de maioria muçulmana. Para os convertidos do islã, a pressão da família e da comunidade para renunciar à fé é intensa. Expatriados cristãos também são atacados por vários grupos extremistas islâmicos e grupos criminosos organizados. 

 
Pedidos de oração 

  • Apresente em oração os seguidores de Jesus na Líbia e clame para que eles se mantenham firmes na fé mesmo diante das hostilidades que enfrentam.  
  • Interceda pelos membros dos grupos extremistas, para que conheçam a palavra de Deus e tenham a vida transformada. 
  • Clame pelas eleições na Líbia, para que um governo central e justo se estabeleça e administre o país visando o bem de toda a população. 

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE