Cristão é ameaçado por colega de trabalho em Bangladesh

Ele também foi agredido e perdeu o emprego

| 13/11/2021 - 08:00

Agora Jobayer busca um novo emprego no qual não seja perseguido por causa da fé em Bangladesh (foto representativa)

Agora Jobayer busca um novo emprego no qual não seja perseguido por causa da fé em Bangladesh (foto representativa)


Jobayer, um cristão ex-muçulmano de 24 anos, perdeu o emprego e a única fonte de renda em Bangladesh devido à fé em Jesus. Jobayer conheceu a Cristo por meio dos pais, que são evangelistas. A mãe dele serve a comunidade local como professora de alfabetização de adultos. Ela faz parte de uma instituição criada por parceiros locais da Portas Abertas para ajudar a população local com alfabetização em todo o país. 

 
O jovem trabalhava como distribuidor e vendedor de materiais elétricos e peças de celular. A renda que ele ganhava era usada para suprir as necessidades diárias da família. Sem emprego, Jobayer é incapaz de levar sustento para a família. 

 
Jobayer participou de um acampamento para jovens organizado por parceiros locais e todos os participantes receberam uma camiseta que tinha as palavras “Portanto, ide...” escritas nela. O cristão gostou da camiseta e decidiu usá-la quando voltou ao trabalho depois do acampamento. Um colega, Ramzan, perguntou o significado da camiseta e o jovem respondeu: “Nós, como seguidores de Jesus Cristo, somos ordenados a percorrer todo o mundo e contar as boas novas do evangelho. Como cristão, é nossa responsabilidade compartilhar o evangelho”, respondeu Jobayer. 

 
Como não sabia da fé de Jobayer em Jesus, o colega ficou chocado, mas não disse nada em resposta na época. No entanto, no dia 4 de outubro de 2021, por volta das 20h30, Ramzan atraiu Jobayer para um local isolado após o trabalho e o confrontou sobre a fé. Ramzan então disse a Jobayer para renunciar à fé em Jesus e voltar ao islã. Jobayer disse que não e Ramzan ameaçou Jobayer com uma faca dizendo: “Se você não voltar ao islã, eu o matarei”. O cristão começou a orar e Ramzan foi embora. 

 

Pressionado a voltar ao islã 

No dia seguinte, Jobayer estava com muito medo de voltar ao trabalho. Por volta do meio-dia, ele recebeu um telefonema pedindo que fosse trabalhar. Ele achou que estava tudo bem e concordou em ir ao escritório. Mas quando ele chegou, descobriu que todos os funcionários tinham se reunido e estavam esperando por ele. Eles então começaram a interrogar Jobayer, perguntando por que ele se converteu e quanto dinheiro ele havia recebido após a conversão. Jobayer negou a alegação e começou a declarar Jesus como seu Senhor. 

 
A recusa de Jobayer em voltar ao islã só deixou o chefe e os colegas mais irritados e eles começaram a zombar agressivamente e bater em Jobayer. Eles finalmente o expulsaram do prédio e disseram que ele não era mais bem-vindo lá. Jobayer saiu devastado, pois tinha perdido a única fonte de renda para sustentar a família. 

 
Jobayer não conseguiu se recuperar desde o incidente. Ele está muito assustado, frustrado e deprimido. O jovem cristão teme que a multidão dos ex-colegas venha atrás dele novamente, ou pior, de sua família. Parceiros locais em Bangladesh estão orando e tentando ajudar Jobayer e a família durante esse tempo difícil. 

 
Pedidos de oração 

  • Ore por segurança e proteção para Jobayer e a família. Clame para que Deus o cure dos traumas sofridos. 
  • Clame a Deus por uma oportunidade de emprego para o jovem no qual ele consiga levar sustento para a família sem enfrentar perseguição. 
  • Interceda pelos pais do cristão, para que eles sejam capazes de lidar com a situação com sabedoria e ajudar o filho a superar a frustração e a depressão. 
  • Peça pelos vizinhos não crentes dos cristãos em Bangladesh, para que eles conheçam o amor de Cristo e entreguem a vida a Jesus.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE