Cristãos precisam de alimento, água e moradia em Manipur

Mais de 60 mil pessoas ficaram deslocadas no país por causa dos conflitos

Portas Abertas • 11 out 2023


Cristãos lutam para sobreviver após conflitos em Manipur, Índia

Cristãos lutam para sobreviver após conflitos em Manipur, Índia

A perseguição aos cristãos na Índia aumentou desde que começaram os conflitos entre as etnias meitei e kuki no estado de Manipur. Desde o final de abril, mais de 120 cristãos foram mortos, mais de 380 igrejas e 1.000 casas destruídas e 60 mil pessoas estão deslocadas dentro do país.

A onda de violência deu início durante as manifestações da étnica kuki contra a ação do governo indiano de incluir o povo meitei na lista de tribos registradas. Essa decisão garante privilégios e terras ao grupo. No entanto, a violência étnica e política deu lugar a uma perseguição religiosa aos cristãos das duas tribos.

Pessoas dos grupos meitei e kuki destruíram igrejas e casas de cristãos da mesma etnia, sem nenhuma explicação. “Não apoiamos os ataques. Somos simples cristãos meitei. Nossa igreja foi destruída. Não fazemos parte dos grupos radicais que apoiam a luta. Olhem os danos que eles causaram. Isso é muito ruim e resultado de ações imprudentes que prejudicaram nossas propriedades também”, testemunha um cristão meitei.

De acordo o pastor T*, da tribo kuki, até os policiais apoiaram as ações de intolerância religiosa. “Uma tarde, uma multidão extremista meitei composta por mais de 500 pessoas entrou em pé de guerra e incendiou a igreja, a editora, a biblioteca e 12 alojamentos. A polícia não fez nada para interromper o fogo no campus [do seminário], estava ocupada apenas vigiando para que as chamas não atingissem nossos vizinhos.” 

Há vida em meio aos conflitos

Toda a violência, forçou muitas pessoas a fugirem de suas comunidades e procurar refúgio nas florestas locais. A cristã Ritika* viu sua casa ser destruída pelas chamas e correu para a mata junto com os vizinhos. A grávida sentiu contrações durante a locomoção e deu à luz ali mesmo.

Apesar dos inúmeros incidentes, Ritika confia nos planos do Senhor para seu bebê: “Oro por meu filho porque ele veio ao mundo nesse momento, mas quero que ele viva e veja as grandes coisas que Deus pode fazer no futuro dele. Sei que tudo aconteceu conforme a permissão de Deus e o Senhor protegeu meu bebê e minha vida”. 

*Nomes alterados por segurança.

Socorro para cristãos

As notícias sobre Manipur não estão mais nas manchetes de jornais, mas nossos irmãos na fé precisam reconstruir suas vidas. Eles necessitam de comida, água e uma moradia para sobreviver. Doe e mostre que não estão sozinhos.

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco