“Deus derreteu meu coração”

Conheça o desfecho da história de Timothy, cristão norte-coreano que foi preso duas vezes após fugir para a China

| 17/01/2022 - 08:00

Timothy encontrou a Deus enquanto esteve na prisão e teve suas orações atendidas por ele (imagem representativa)

Timothy encontrou a Deus enquanto esteve na prisão e teve suas orações atendidas por ele (imagem representativa)


Depois de conhecer sobre a família e as fugas de Timothy*, um cristão norte-coreano que concedeu entrevista exclusiva à Portas Abertas Brasil, hoje você saberá o desfecho do testemunho dele. Depois de fugir pela segunda vez para a China, Timothy foi preso novamente. Na prisão, conheceu um sul-coreano que possuía uma Bíblia. Timothy sabia que se voltasse para a Coreia do Norte provavelmente seria executado ou enviado para um campo de trabalho forçado.

“Eu chorava todas as noites. Então esse homem me perguntou por que eu chorava. Eu expliquei a situação e ele me disse para ler a Bíblia. Na época, eu nem sabia o que era isso. Ele também me ensinou a orar. Lembro de dizer amém ao final de minhas palavras: ‘Deus, eu não quero voltar para a Coreia do Norte. Amém’. ‘Eu não quero ser morto. Amém.’ Eram orações muito simples, puramente por sobrevivência.”

Timothy achou que alguém o tiraria de lá, mas nada aconteceu. “Então desafiei a Deus. Se ele realmente existisse, que me tirasse da prisão e me desse liberdade. Se fizesse isso, daria todo o meu coração e minha vida a ele. Mas, se fosse mandado para a Coreia do Norte, o negaria. Eu fiz essa oração até o momento em que saí da prisão.”

Depois de algumas semanas na prisão, ele foi chamado. Apesar de achar que eram oficiais norte-coreanos que o levariam de volta para seu país, foi informado que seria deportado para as Filipinas. Aquela era a resposta às orações de Timothy. Por não ser alguém relevante ou com contatos políticos, aquilo só poderia ser um milagre.

“Desde que meus pais me deixaram, era como se meu coração estivesse congelado. Mas após sair da prisão, descobri quem sou e o que é importante para mim. Continuo me esforçando, afinal disse a Deus que daria toda minha vida a ele. Mesmo assim, quando cheguei a um país democrático não queria falar nada sobre a Coreia do Norte. Eu tinha muitos traumas e achei que nunca compartilharia minha história. Mas Deus derreteu meu coração.”

*Nome alterado por segurança.


Ofereça apoio e alimento a refugiados norte-coreanos

São muitos os riscos enfrentados por cristãos norte-coreanos que decidem cruzar a fronteira com a China. Eles são considerados “desertores” e, se encontrados pela polícia chinesa, são enviados de volta para a Coreia do Norte, podendo até mesmo ser executados. Sua ajuda os mantém vivos. Uma doação ajuda na distribuição de alimentos e apoio para cristãos norte-coreanos refugiados nas casas seguras na China.



Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE