Dois advogados cristãos recebem visitas de pastores

| 20/02/2008 - 00:00


Os advogados cristãos Nguyen Van Dai e Le Thi Cong Nhan, que tiveram suas sentenças reduzidas em um ano devido à pressão internacional, raramente podiam receber uma visita que não fosse de membros da família, mas quatro pastores conseguiram vê-los no dia 31 de janeiro.

Quem liderou a visita foi o reverendo Nguyen Van Quang, um controverso ex-prisioneiro político, que pastoreia a igreja não-registrada Ho Chi Minh. Ele e mais três pastores pertencentes à minoria montagnard obtiveram permissão de visitar os advogados na prisão Nam Ha, em Nam Dinh, sul de Hanói no dia do ano-novo.

O caso dos dois advogados acusados de ameaça à “segurança nacional” no ano passado é de grande interesse dos grupos de defesa dos direitos humanos.

Em uma apelação ao Supremo Tribunal do Vietnã em novembro de 2007, a condenação por “propaganda contrária à República Socialista do Vietnã” foi confirmada pelas autoridades, mas acredita-se que a exposição do caso na mídia internacional contribuiu para a redução das sentenças em um ano.

Condenações

Após um julgamento que durou apenas quatro horas, em 11 de maio de 2007, Nguyen Van, de 38 anos, foi condenado a cinco anos de prisão e quatro de prisão domiciliar.

Le Thi Cong, de 28 anos, recebeu uma sentença de quatro anos de prisão e três de prisão domiciliar. Os advogados negaram todas as acusações feitas pela mídia estatal de que eles tivessem juntando “provas sobre a opressão do regime com base na religião protestante”.

Permissão rara

De acordo com o reverendo Quang, inicialmente as autoridades negaram seu pedido sob o argumento de que as visitas eram apenas para os familiares.

O reverendo argumentou que outros estrangeiros já tinham obtido permissão para visitas, referindo-se a um precedente ocorrido em outubro de 2007 quando uma delegação da Comissão Norte-Americana para a Liberdade Religiosa Internacional os visitou.

Ele também disse que se o pedido fosse negado consideraria participar de vigílias de oração por motivos políticos que acontecem em Hanói desde o meio do mês de dezembro e que vem reunindo centenas de católicos que pedem o retorno de um representante papal no país e a devolução de propriedades confiscadas desde 1954.

Batismo na prisão

Para sua surpresa, o reverendo Quang e mais três pastores obtiveram permissão para visitar os advogados cristãos. O reverendo relata que durante essa visita sem precedentes eles “ordenaram” Nguyen Van e batizaram Le Thi Cong que já havia se preparado para o batismo mas não pode recebê-lo por conta da prisão.

“Ela é uma mulher incrível. Muito forte e corajosa”, disse o reverendo a um parceiro. “Seu testemunho na prisão fez com que ela encontrasse oposição por parte de algumas de suas companheiras de prisão”.

O reverendo Quang,que tem uma experiência considerável em prisões, disse que a aconselhou em relação ao posicionamento que deveria tomar frente à oposição das gangues da prisão. Ele prestou 15 meses de uma sentença de três anos por “perturbar” um ataque policial em sua igreja antes de ser solto em agosto de 2005.

O reverendo disse que não ordenou Nguyen Van pastor menonita, e sim “ministro de Cristo”. Um líder cristão no Vietnã disse ao Compass que a ocasião seria mais bem compreendida como uma “oração dentro da prisão”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE