Muçulmanos paquistaneses atacam igreja e torturam cristãos

| 23/01/2009 - 00:00


Grupos muçulmanos atacaram casas e igrejas cristãs na vila de Kot Lakha Singh, distrito de Narowal, província de Punjab. O incidente teve início em 14 de janeiro, e as notícias foram dadas pela National Commission for Justice and Peace (Comissão Nacional pela Justiça e Paz), depois de verificarem o acontecido.

Irfan Barkat, conselheiro legal da CNJP, contou que a violência começou com um ataque na casa de William Masih, um católico da vila. Um grupo de extremistas torturou os que estavam presentes, incluindo mulheres e crianças, e roubou dinheiro e objetos de ouro da casa. A multidão atacou as casas de outras três famílias cristãs na vila, arrombou a igreja, que é usada por protestantes e católicos, danificou a mobília e rasgou livros litúrgicos e bíblias.

O líder da CNJP explica que a origem da violência é a disputa pela terra que Masih comprou de um muçulmano alguns meses atrás. A propriedade também é requerida por outro morador da vila, Noor Muhammad, que diz ser o legítimo dono.

Irfan diz que a pequena comunidade cristã de Kot Lakha Singh é formada por 25 famílias (católicas e protestantes) que, em uma vila predominantemente islâmica, enfrentam constante perseguição: “Os muçulmanos da vila boicotaram socialmente os cristãos, e os comerciantes se recusam a negociar com eles”.

A tensão diária aumentou depois do casamento entre um jovem cristão e uma jovem muçulmana na vila. O fato irritou os muçulmanos, que agora tentam fazer todo o possível para que os cristãos paguem pelo que acreditam ser uma afronta.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE