Universitário iraniano é preso por propagar o evangelho

| 15/07/2011 - 00:00


As forças de segurança do governo iraniano prenderam um estudante universitário na frente de sua casa, com base na acusação de que tem evangelizado e propagado o cristianismo na universidade. Até agora não se tem nenhuma informação sobre o paradeiro do estudante.

De acordo com relatos recolhidos pela Mohabat News, o jovem de 24 anos, chamado Mostafa Zangooyee, foi preso por policiais à paisana da força de segurança, ao sair de casa, tendo sido levado a um local não revelado.

Agentes da força de segurança, posteriormente, contataram os pais do jovem e lhes informaram sobre a prisão e as acusações feitas contra seu filho. Os policiais afirmaram que a acusação contra o jovem foi de evangelização e propagação da fé cristã no campus da universidade.

Mostafa Zangooye é um estudante universitário nascido em Gachsaran, uma cidade na parte sul do Irã, e permanece sob custódia da polícia; sua condição atual e seu paradeiro permanecem desconhecidos.

Recentemente, um dos jornais diários do Irã, o Keyhan – que é administrado pelo governo e cujo editor-chefe foi nomeado pelo aiatolá Khamenei – publicou uma reportagem sobre um professor universitário que foi demitido por propagar o cristianismo na universidade onde lecionava.

Esse jornal está alertando o povo sobre os perigos do rápido crescimento da fé cristã entre os estudantes universitários e também entre professores. O corpo docente relatou que um professor foi demitido de seu emprego na Universidade Livre do Irã, na cidade de Ahvaz, província do Khuzistão.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE