Pastor Farouk vem ao Brasil contar como é ser cristão no Iraque

| 26/02/2016 - 00:00


FotoNoticia_PrFarouk_0050100207

O Iraque, 2º colocado na Classificação da Perseguição Religiosa 2016, tem vivido tempos difíceis. A guerra, que já dura há anos, tem causado grandes tragédias e perdas. Cerca de 70% dos cristãos deixaram o país, enquanto outros tiveram de fugir de suas casas por causa da violência. Mas, muitos como o pastor Farouk, decidiram permanecer para fortalecer a igreja iraquiana e compartilhar o amor de Cristo com outras pessoas.


Para demonstrar como isso é possível, entre os dias 14 de abril e 2 de maio, o pastor estará no Brasil compartilhando suas experiências e como é ser cristão hoje em um país em contexto de guerra. “Felizmente, ninguém em nossa igreja morreu devido à guerra nos últimos cinco anos, mas cada um tem a sua história. Muitos de nós já experimentaram a perda, de membros da família ou de bens”, afirma ele.


O pastor explica também que muitas pessoas têm sofrido com as consequências da perseguição e da guerra: “Nós sofremos discriminação. As pessoas se sentem rejeitadas, ressentidas e amarguradas. Há doenças por causa dos traumas. Tentamos cuidar da cura interior que o nosso povo precisa. Nós fazemos um bom número de aconselhamentos e treinamos os nossos jovens, por exemplo. Eu não posso dizer se isso é o suficiente, mas fazemos o que podemos e oramos pelo que não podemos.”


Cristão perseguido em sua igreja
Se você é de São Paulo, Rio Grande do Sul ou Paraná e deseja receber o pastor Farouk em sua igreja, entre em contato conosco pelo e-mail semfonteiras@portasabertas.org.br ou pelo telefone (11) 2348 3330. Aproveite essa oportunidade de divulgar a realidade da Igreja Perseguida em sua igreja.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE