Por dentro do tema do Shockwave 2019

Evento acontece entre 20 e 22 de setembro. Mergulhe nesta onda de oração pela Igreja Perseguida na Nigéria

| 27/08/2019 - 06:00

Além dos problemas sociais, a nação nigeriana vivencia diversos conflitos religiosos. Ore conosco!

Além dos problemas sociais, a nação nigeriana vivencia diversos conflitos religiosos. Ore conosco!


Você viu que as inscrições do Shockwave 2019 estão abertas? Neste ano, o tema trabalhado será a Nigéria, o país mais populoso do continente africano. Mas, por que falaremos dessa nação? Porque além dos problemas sociais, a nação nigeriana vivencia diversos conflitos religiosos.

Historicamente, a Nigéria é um país religioso e etnicamente diverso. Na parte sul, por exemplo, o país é predominantemente habitado por cristãos, enquanto a região norte é habitada por muçulmanos. Esta divisão religiosa existe desde a independência do país, em 1960, mas os conflitos se intensificaram por intermédio do Boko Haram.

O impacto desse grupo radical islâmico no país é imenso. O Boko Haram realizou muitos ataques violentos contra os cristãos na região norte, que resultaram em assassinatos e na destruição de igrejas. Ataques recorrentes às comunidades cristãs na região do Cinturão Médio por pastores de cabra fulani também desestabilizam milhares de famílias. 

Nos estados do norte, abandonar o islã é ilegal. Assim, a conversão do islã ao cristianismo é um ato perigoso que pode gerar dificuldades, incluindo ameaças de morte e prisões. Por essas razões, a maioria dos cristãos ex-muçulmanos não expressam a fé em público. Existem numerosas igrejas domésticas subterrâneas na parte norte do país.

Boko Haram derrotado?

O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, afirma à mídia internacional que o Boko Haram foi derrotado em seu território. No entanto, toda a população sabe que o grupo extremista mantém o controle no estado de Borno, no nordeste do país, onde se encontra o vilarejo de Chibok. Em 2014, esse mesmo vilarejo foi palco do sequestro de centenas de meninas, que mobilizou o governo do país e repercutiu na mídia internacional.

Cinco anos após o ataque, dezenas de pais e familiares ainda aguardam notícias das meninas. A perseguição de mulheres e meninas é intensa na Nigéria. Em comunidades onde as viúvas são as principais provedoras da casa, a perseguição afeta o bem-estar econômico da sociedade. Por todos esses motivos, neste ano, queremos impactar a nação, e incentivamos você e seus amigos a mergulharem nesta onda de oração pela Igreja Perseguida na Nigéria. Aceita o desafio?


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE