A vida de um refugiado afegão

Conheça Hamid, um refugiado que se converteu ao cristianismo após fugir do Afeganistão

| 19/06/2022 - 08:00

Ao compartilhar a fé em Cristo, Hamid, um refugiado afegão, passou a enfrentar perseguição de comunidades muçulmanas (imagem: imb.org)

Ao compartilhar a fé em Cristo, Hamid, um refugiado afegão, passou a enfrentar perseguição de comunidades muçulmanas (imagem: imb.org)


Amanhã é o Dia Mundial do Refugiado, por isso convidamos você a conhecer a história de Hamid. Ele fugiu do Afeganistão décadas atrás como refugiado e viveu de forma segura em dois países. Mas foi apenas no segundo deles, onde vive atualmente, que ouviu sobre a fé cristã pela primeira vez e se converteu, deixando o islamismo para trás. Hamid passou a compartilhar sua nova fé e isso fez com que enfrentasse perseguição severa da comunidade muçulmana, já que viu isso como uma traição.

A esposa de Hamid, que não compartilhou da nova fé, preferiu deixá-lo e levar os filhos com ela. Depois de um tempo ela voltou, entretanto, a diferença de crenças criou um abismo tão grande entre eles que não encontraram uma forma de compartilhar a vida novamente. Mesmo assim, Hamid continuou a evangelizar nas ruas e campos de refugiados.


Como resultado, o cristão suportou violência física, de agressões a ataques com facas, e a Bíblia dele foi destruída. Depois de receber fotos da escola onde os filhos estudam junto com ameaças de sequestro, violência sexual e morte, ele foi à polícia. Entretanto, os policiais disseram que se algo acontecesse à família de Hamid, ele seria o único responsável, já que compartilhou publicamente a nova fé: “Eles me disseram que não fui forçado a me tornar cristão, então era meu problema, minha culpa”.


A importância do acolhimento

Felizmente, ao se converter, Hamid encontrou uma igreja e uma comunidade de cristãos que o ajudou em oração, recebendo-o de braços abertos. Atualmente, Hamid está envolvido ativamente com um ministério que ajuda refugiados. Ele trabalha com cristãos que vieram de contexto muçulmano com experiências parecidas com as suas.


Embora tenha encontrado uma comunidade cristã, reconhece que muitos novos cristãos rejeitados em seus países de origem muitas vezes não encontram o mesmo acolhimento. “Novos convertidos são muito frágeis quando se trata da fé e precisam de crescimento. Geralmente as igrejas são mais focadas em alcançar muçulmanos do que caminhar com os que se convertem”, compartilhou.


A experiência de Hamid, como cristão e como refugiado, foi parte dos momentos mais escuros da vida dele. “Eu me permiti ver esses tempos como uma oportunidade para que minha fé fosse fortalecida e refinada como ouro por meio do fogo”. Ele permaneceu nas promessas das Escrituras de que Deus é fiel e trabalha por meio das situações mais difíceis. “Eu tenho ainda mais amor para compartilhar com o povo afegão e continuarei compartilhando a palavra de Deus mesmo durante os momentos difíceis”, finaliza.


Refugiados do Afeganistão

Ser alvo de extremistas e ainda manter a fé em Jesus exige coragem e certeza do amor e da providência de Deus. O socorro imediato com alimento, remédios, roupas, moradia e apoio espiritual mostra que nossos irmãos e irmãs não estão sozinhos e podem recomeçar a vida com a ajuda da família na fé. Com uma doação, você contribui para que famílias de refugiados afegãos tenham as necessidades básicas supridas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE