Centros de saúde da igreja são fechados na Eritreia

O governo da Eritreia fechou todos os centros de saúde administrados por uma igreja por se recusar a entregar a propriedade dos centros ao Estado

| 27/06/2019 - 06:00

Mais do que apenas tentar barrar o evangelho na Eritreia, o governo do país também está prejudicando a população ao fechar os centros de saúde da igreja

Mais do que apenas tentar barrar o evangelho na Eritreia, o governo do país também está prejudicando a população ao fechar os centros de saúde da igreja


Autoridades do governo da Eritreia pediram aos administradores do centro de saúde que assinassem um documento aprovando a entrega da propriedade ao Estado. Quando a maioria dos administradores se recusou a assinar, os agentes de segurança removeram o pessoal dos centros de saúde e os fecharam.

Embora o governo ainda tenha que dar uma razão para esta decisão, é evidente a crescente perseguição aos cristãos no país. Vale lembrar que, muitas vezes, a Eritreia é tida como a “Coreia do Norte” da África. Trinta cristãos foram presos no país no início deste mês. Eles são membros de uma igreja pentecostal, uma denominação não registrada e, portanto, ilegal. Por isso, foram presos em três diferentes encontros em Asmara. Além disso, outros 141 cristãos foram presos em maio de 2019.

A polícia invade regularmente as casas dos cristãos de denominações não registradas. Os cristãos presos geralmente só são libertados sob a condição de renunciarem a sua fé. Centenas de membros de igrejas permanecem na prisão, com alguns mantidos em cativeiro por mais de uma década.

Uma possível razão para este aumento da perseguição, em especial aos centros de saúde da igreja na Eritreia, funciona como uma retaliação a um apelo público por reformas governamentais dos líderes cristãos da Eritreia. Após o recente acordo de paz com a Etiópia, os bispos co-assinaram uma carta de 30 páginas dizendo que a nação deveria se unir e se curar.

Apoie os cristãos presos na Eritreia

A Eritreia é o 7º país na Lista Mundial da Perseguição 2019. Mas, graças às suas orações e apoio, e através de parcerias estratégicas com parceiros locais no país, a Portas Abertas fortalece os crentes oferecendo assistência prática aos cristãos perseguidos. A sua ajuda chega de inúmeras maneiras aos cristãos: distribuição de alimentos, medicamentos e livros – itens raros na Eritreia, onde um pão custa aproximadamente sete dólares. Saiba mais sobre o projeto, e envolva-se com esta causa.

Pedidos de oração

  • Peça sabedoria para os líderes da igreja enquanto eles discutem e interagem com as autoridades do país.
  • Clame pela graça do Senhor a todos aqueles que podem ser afetados pela interrupção dos serviços tão necessários dos centros de saúde da igreja.
  • Peça por força e resiliência para os cristãos eritreus que permanecem na prisão e suas famílias.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE