Estado Islâmico mata 40 cristãos na África

O grupo extremista conquistou aliados na República Democrática do Congo

Portas Abertas • 16 mar 2023


O número de deslocados internos continua crescendo (foto representativa)

O número de deslocados internos continua crescendo (foto representativa)

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque a um vilarejo no estado de Kivu do Norte, Leste da República Democrática do Congo. O atentado deixou 40 cristãos mortos e um rastro de destruição.  


“Matamos os cristãos com armas e facas e destruímos as propriedades deles na vila de Mukondi", disseram os extremistas em pronunciamento para agência de notícias no dia 9 de março. Fotos das casas em chamas foram compartilhadas por outras agências de mídia, confirmando o ataque.
 


Segundo autoridades locais, ao menos 45 pessoas foram assassinadas em ataques às vilas no estado de Kivu do Norte na última semana. Nesse grupo, 40 eram cristãos, confirmou um parceiro local da Portas Abertas.
 


Aliança extremista
  


O ataque do Estado Islâmico se soma ao
contexto violento que as Forças Aliadas Democráticas (ADF, da sigla em inglês), um grupo extremista aliado ao Estado Islâmico, vem semeando há ao menos dois anos.  


No sábado, 11 de março, outro ataque matou ao menos 22 cristãos na cidade de Kirindera, também no estado de Kivu do Norte. Fontes locais contaram à Portas Abertas que o grupo ADF atacou uma clínica de saúde, um hospital e um hotel.
 


Outros ataques recentes resultaram em
igrejas bombardeadas, propriedades cristãs, como hospitais, destruídas e um número crescente de cristãos mortos e deslocados internos.  

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco