Mohamed VI completa 23 anos de reinado no Marrocos

Apesar da celebração do Dia do Trono no Marrocos, a perseguição aos cristãos continua

| 31/07/2022 - 08:00

Lei proíbe o evangelismo no país

Lei proíbe o evangelismo no país


Ontem foi celebrado o Dia do Trono no Marrocos, que comemora a ascensão do rei Mohammed VI ao trono. O atual rei sucedeu o pai, Hassan II, em 30 de julho de 1999 e o feriado é marcado por festas de rua, desfiles militares e fogos de artifício.


Apesar da comemoração, a situação dos cristãos no país é preocupante. Desde a reforma constitucional em 2011, a pressão da maioria islâmica resultou na prisão de muitos irmãos na fé. O Marrocos ocupa a 27ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2022, que apresenta os 50 países onde é mais difícil viver como cristão, sendo opressão islâmica o maior desafio para o cristianismo no país.


Como vivem os cristãos no Marrocos?


A situação dos cristãos no Marrocos piorou em 2022. Os benefícios sociais e as mudanças que o rei Mohammed fez no país não eliminaram a pressão e a violência contra cristãos. Muitos cristãos estrangeiros que viviam no país foram deportados e cristãos de origem muçulmana foram presos. A maioria dos incidentes de perseguição ocorrem no Nordeste do país, onde o islamismo é mais conservador.


Além das deportações, as prisões por causa da fé em Jesus também são frequentes. O artigo 220 do código penal, por exemplo, proíbe “abalar a fé de um muçulmano” e é usado para condenar cristãos quando compartilham o evangelho com muçulmanos ou quando a fé de algum cristão de origem muçulmana é descoberta. A sentença de prisão pode variar entre seis meses e três anos.


Defenda cristãos presos


Advocacy é uma das formas de socorrer cristãos perseguidos. Em muitas países, como no Marrocos, cristãos são presos injustamente e não têm a quem recorrer para que sejam defendidos judicialmente. Com uma doação você atende essa necessidade de cristãos presos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE