Tiroteio na prisão de Evin no Irã

Diversos cristãos presos por organizarem igrejas domésticas estavam no local

| 17/10/2022 - 16:30

Desde setembro, o país enfrenta uma grande crise sociopolítica (foto: SabzPhoto em Flickr)

Desde setembro, o país enfrenta uma grande crise sociopolítica (foto: SabzPhoto em Flickr)


No último sábado, 15 de outubro, um tiroteio aconteceu na prisão de Evin, uma das mais conhecidas no Irã. Doze cristãos cumprem pena no local por praticarem a fé, entre eles estão Fariba Dalir, o pastor Joseph Shabazian, Sara e o marido, Homayoun, que tem doença de Parkinson e o conhecido pastor Yousef Nadarkhani.

Acredita-se que os disparos estão relacionados aos protestos que têm acontecido no Irã desde a morte da jovem Mahsa Amini, enquanto estava detida pela polícia da moral. Alguns vídeos da prisão foram compartilhados mostrando balas no ar e explosões enquanto manifestantes entoavam “Morte ao ditador!”.  


Apesar de tudo que está acontecendo, o governo iraniano continua negando a situação e alega ser apenas uma instabilidade causada por “maus elementos”. Representantes do governo também disseram que a situação já está controlada, apesar dos rumores de que o caos ainda estaria longe de terminar. Os familiares não estão conseguindo notícias sobre os parentes presos em Evin e a internet da região parece ter sido cortada. 
 


Mortos e feridos
 


Foram confirmadas oito mortes devido à inalação de fumaça das explosões, e 61 feridos. Recebemos a confirmação de que os doze cristãos que estão na prisão estão bem e que alguns deles ajudaram a apaziguar o tiroteio.
 


A crise sociopolítica tem deixado muitas v
ítimas no Irã, com ao menos 240 iranianos mortos nos protestos e mais de oito mil presos. Esse é considerado o maior desafio do país desde a Revolução de 1979, que transformou o Irã na teocracia islâmica que é hoje. Apesar dos protestos pedindo o fim da República Islâmica iraniana, o alto comando do governo permanece intacto. 


Pedidos de oração

  • Peça ao Senhor que restabeleça a paz e oriente as autoridades nas decisões que tomarem para amenizar o número de vítimas da crise.  
  • Agradeça pelos cristãos na prisão de Evin que não foram feridos e ore para que eles mantenham o coração tranquilo e estejam seguros em Cristo.  
  • Ore pelos cristãos iranianos para que neste momento de crise sejam testemunhas do amor e sabedoria de Deus.  
  • Rogue a Deus para que em breve os cristãos iranianos possam adorar e cultuar ao Senhor com liberdade, sem risco de serem presos apenas por causa da fé em Jesus. 

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco