Pai cristão é preso injustamente em Bangladesh

Poucos dias antes da prisão, a família do cristão foi atacada por radicais

Portas Abertas • 27 dez 2023


A família está passando por necessidades sem o provedor da casa (foto representativa)

A família está passando por necessidades sem o provedor da casa (foto representativa)

A perseguição a uma família pequena de cristãos de origem muçulmana resultou em agressões físicas e em uma prisão no Norte de Bangladesh. O cristão Akram, de 39 anos, foi detido há pouco mais de um mês em um mercado local com duas acusações falsas levantadas contra ele. Desde a conversão ao cristianismo, ele tem sido pressionado pela comunidade para abandonar a fé em Jesus.  

 

Uma semana antes da prisão de Akram, a esposa, o filho e Sephali, a filha de quatro anos, foram agredidos por vizinhos radicais do vilarejo porque a menina tentou conversar com uma senhora muçulmana. Os três foram hospitalizados e quando puderam voltar para casa viram Akram, o provedor do lar, ser detido. O pai era o único que recebia renda no lar, por isso a família está sem alimento suficiente e sem segurança. 

 

A família também descobriu que as falsas denúncias foram feitas pelos vizinhos que os atacaram porque Akram denunciou a violência física contra a esposa e os filhos. Apesar disso, apenas Akram foi preso e os radicais que espancaram Sephali e a família continuam impunes.  

 

Casa apedrejada 

 

A primeira acusação levantada contra o cristão foi de envolvimento em partidos políticos de oposição ao governo e mobilização ativa em atividades contra o governo. A segunda falsa denúncia acusou Akram de que ele tem convertido, desde 2007, muçulmanos pobres e desesperados em cristãos e de caluniar o profeta Hazrat Muhammad. 

 

São duas acusações sérias e infundadas que resultaram na perda da liberdade do cristão. Um líder cristão local está procurando um advogado que possa defender Akram. Nesse período sem o pai, as crianças estão muito assustadas. Com frequência, no meio da noite, o telhado da casa da família é apedrejado e todos acordam em pânico, ainda mais sem o pai em casa. 

 

“As crianças choram todos os dias pedindo que o pai volte para casa.” Na época em que o pai foi preso, as crianças estavam fazendo as provas de final de ano, mas por causa da crise familiar não conseguiram se concentrar nos estudos. “Estamos vivendo sem comida. Por causa da tensão e do medo, não conseguimos comer nem dormir. Não sei o que fazer ou para onde ir para conseguir trazer meu marido de volta para casa. Por favor nos ajude”, disse a esposa de Akram.  

 

O supervisor de campo da Portas Abertas tem visitado a família e mantém contato regular com eles. Nossos parceiros locais também têm orado pela família, entregaram itens de necessidade emergencial e estão auxiliando na busca por assistência legal para Akram. Contamos com suas orações pela família de Akram e pela libertação do cristão.  

 

Ajuda para quem mais precisa 

A Portas Abertas atua em mais de 60 países onde cristãos são perseguidos, como Bangladesh. Com uma doação, você permite que nossos irmãos na fé oprimidos por seguirem a Jesus recebam alimentos, água, Bíblias e outras necessidades emergenciais.  

 

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco