Qual é o Dia Internacional dos Direitos Humanos?

Alguns países violam o direito à liberdade religiosa e perseguem cristãos

| 10/12/2021 - 08:00

Cristãos enfrentam violação da liberdade religiosa em vários países

Cristãos enfrentam violação da liberdade religiosa em vários países


O dia 10 de dezembro é marcado como o Dia Internacional dos Direitos Humanos, pois, há 73 anos, em 1948, foi elaborada a Declaração Universal dos Direitos Humanos durante a Assembleia das Nações Unidades, em Paris. Desde então, o documento tem tradução para mais de 500 idiomas e serve como base para a Constituição de inúmeros países.

O mundo todo começou a ser observado para que os seus cidadãos sejam respeitados. Mas muitos países não respeitam a declaração e violam direitos, como o da liberdade religiosa, e praticam atos como violência, tortura e maus-tratos, entre outros. O artigo I da declaração internacional declara que “todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade”.

Quais são alguns países que violam a liberdade religiosa?

No Uzbequistão, os cristãos enfrentam pressão da família e da sociedade, que os enxergam como traidores. Por lá, uma lei mantém diversas restrições à liberdade religiosa. Não são permitidas atividades fora das instituições estatais e controladas pelo Estado, e os cristãos que são membros de igrejas não registradas são vistos como ameaça ao governo. Os seguidores de Cristo podem ter as reuniões invadidas e serem presos ou multados por participar de atividades religiosas.

Na Malásia, as igrejas e grupos religiosos são monitorados pelo governo, e é ilegal compartilhar a fé em Jesus com os nativos do país. Os cristãos ex-mulçumanos experimentam a maior perseguição, já que todos os malaios devem ser muçulmanos. Esses cristãos são frequentemente forçados a esconder a fé e se encontrar em segredo. Se descobertos, eles podem enfrentar divórcio, rejeição da família e ainda correm o risco de envio para um campo de reeducação para voltarem ao islã.

Já na Índia, os extremistas hindus acreditam que todos os indianos devem seguir o hinduísmo e que no país não deve haver cristãos nem muçulmanos. Por lá é comum que os cristãos, principalmente os ex-hindus, sejam fortemente perseguidos. Muitos deles são isolados e enfrentam pressão da sociedade e família para voltarem ao hinduísmo.

Além da falta de liberdade religiosa em vários países, outros conflitos entre nações, terrorismo, criminalidade e violência também violam diversos princípios dos Direitos Humanos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE