Homem perde tudo por seguir a Jesus em Bangladesh

A comunidade e a família abandonaram o cristão Rahman

Portas Abertas • 11 jan 2024


Rahman luta para sobreviver dia após dia em Bangladesh

Rahman luta para sobreviver dia após dia em Bangladesh

Rahman (pseudônimo) é um cristão que conhece de perto o custo de seguir a Cristo em Bangladesh. Ele vive em um vilarejo remoto, no Norte do país. Antes de conhecer a Jesus, era um imã, ou seja, um líder muçulmano, que atuou na mesquita local por dez anos. Era um líder estudioso e muito respeitado por todos. 

 

A comunidade o via como um líder confiável, aquele a quem buscavam quando precisavam de conselhos, especialmente quanto a questões religiosas. Mas, há cinco anos, a vida de Rahman foi transformada. Um evangelista local o encorajou a ler a Bíblia. Rahman conhecia um pouco sobre Jesus pelo Alcorão, mas apenas como um profeta.  

 

A curiosidade fez com que ele lesse a Bíblia e em seguida entrasse em um curso de teologia cristã de seis meses. Foi então que Rahman descobriu que muito mais que um profeta, Jesus era o salvador do mundo e entregou-se a Cristo. As consequências da decisão foram imediatas e duras. Ele perdeu o emprego na mesquita e precisou buscar um novo trabalho para sustentar a família.  

 

Luta para sobreviver 

 

Mas os líderes da mesquita orientaram a comunidade a não falar, nem fazer negócios ou oferecer emprego a Rahman e à família por causa da conversão. De repente, Rahman perdeu toda a comunidade, amigos e família, tudo que conhecia. “Meus parentes e vizinhos me odeiam. Sou a pior pessoa do vilarejo para eles. Não tenho lugar nos seus corações nem na comunidade.”  

 

Desde o momento em que se converteu até hoje a perseguição não cessa. As pessoas zombam dele, o rotulam de “pecador” e se recusam a falar ou trabalhar com o cristão. Rahman luta a cada dia para manter o alimento em casa fazendo bicos, mas ninguém quer contratá-lo.  

 

Mesmo quando consegue os trabalhos temporários, ele não recebe o salário inteiro e quando pede o que está faltando recebe como resposta: “Não lhe darei o dinheiro. Pode fazer o que quiser. Quero ver quem vai lhe ajudar”. As pessoas sabem que Rahman está vulnerável e não pode fazer nada para se defender.  

 

Decidido a seguir a Cristo 

 

“Há pouco tempo, os líderes do vilarejo visitaram minha casa e tentaram me forçar a renunciar à minha fé e voltar ao islã. Eu me recusei e disse a eles: ‘Essa é minha decisão final: vou seguir ao Senhor Jesus Cristo por toda a minha vida. Então, por favor, não me peçam para negá-lo’.” Quanto mais tentava escapar, mais eles se aproximavam e eram muito agressivos.  

 

Os abusos passaram a não mais atingir apenas Rahman, mas outros membros da família. Quando foi atender o chamado do pai, há alguns dias, o cristão foi surpreendido com muita ira. O pai o xingou e disse: “Os vizinhos me olham com desprezo por sua casa. Você destruiu meu nome e tudo que eu tinha. Eu rejeito você! E o abandono! Você não é mais meu filho. Não receberá nada [a herança] de mim. Saia da minha vista”.  

 

Rahman está lutando para sobreviver com a família no vilarejo. Enfrentar sozinho uma comunidade que está contra você é muito difícil, quase impossível, e é ainda mais difícil por não conseguir alimentar e suprir as outras necessidades da família. Parceiros locais da Portas Abertas estão buscando a melhor forma de ajudá-lo.  

 

O cristão acorda todos os dias assombrado pelo medo da morte e a clareza da dependência que a esposa e os filhos têm do seu cuidado. “Não sei o que acontecerá aos meus filhos. Não temos uma igreja onde meus filhos possam aprender sobre a Bíblia, crescer espiritualmente e praticar o cristianismo. Eles estão crescendo sem o conhecimento apropriado sobre nossa fé. Não tenho uma comunidade cristã com quem possa viver. É uma vida difícil.”   

 

Bíblias para crianças perseguidas em Bangladesh  

É preciso cuidar da nova geração cristã em Bangladesh. As crianças cristãs precisam saber que não estão sozinhas e como as Escrituras podem ajudá-las a resistir à perseguição. Envie Bíblias como presente para crianças perseguidas em Bangladesh. 

 

Pedidos de oração 

  • Ore pela segurança de Rahman, sua esposa e seus filhos.  
  • Peça a Deus que permita que a família de Rahman encontre uma igreja que a apoie e onde possa congregar em breve. 
  • Interceda pelo crescimento espiritual dos filhos de Rahman, para que conheçam a Bíblia e o amor de Cristo.  

 

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco