19

Vietnã

VN
Vietnã
  • Tipo de Perseguição: Opressão comunista e pós-comunista, opressão do clã, paranoia ditatorial, corrupção e crime organizado
  • Capital: Hanói
  • Região: Leste e Sudeste Asiático
  • Líder: Nguyen Phu Trong
  • Governo: Estado comunista
  • Religião: Budismo, cristianismo, islamismo, cao dai
  • Idioma: Vietnamita, inglês, francês, chinês, khmer
  • Pontuação: 72


POPULAÇÃO
98,3 MILHÕES


POPULAÇÃO CRISTÃ
8,9 MILHÕES

Como é a perseguição aos cristãos no Vietnã? 

No Vietnã, o nível de perseguição que um cristão enfrenta depende de sua denominação ou origem. Comunidades cristãs históricas, como os católicos romanos, gozam de uma certa liberdade, embora possam ser presas caso se tornem politicamente ativas. Grandes parcelas de terras de igrejas católicas (por exemplo, escolas ou conventos circundantes) são, às vezes, confiscadas pelo Estado para fins de desenvolvimento.  

A perseguição mais intensa é reservada para protestantes não tradicionais e convertidos de religiões nativas, especialmente nas áreas remotas do Centro e Norte do Vietnã. A maioria pertence às minorias étnicas do país, como os hmong, e enfrenta exclusão social, discriminação e ataques.  

Às vezes, casas são destruídas, forçando os cristãos a deixarem as aldeias. Em vários casos, os cristãos fugiram para o exterior e reivindicaram asilo, por exemplo, no vizinho Camboja, no entanto são enviados de volta devido à pressão vietnamita.  

“Nós nos convertemos há muito tempo. Recebemos cura e bênção de nosso Senhor. Ele mudou nossas vidas. Não negaremos nossa fé.” 

Ai e Liem, cristãos perseguidos no Vietnã  

O que mudou este ano? 

A pressão sobre os cristãos aumentou em quase todas as áreas da vida. As novas regulamentações sobre religião, implementadas a partir de 1 de janeiro de 2018, acrescentaram outra fonte de incerteza, embora no papel pareçam uma melhoria. Regulamentos mais rígidos sobre comunicação on-line restringiram e limitaram ainda mais o espaço que os cristãos desfrutam. A pressão e a violência contra os cristãos pertencentes a grupos minoritários étnicos continuam inalteradas. 

Quem persegue os cristãos no Vietnã? 

O termo tipo de perseguição é usado para descrever diferentes situações que causam hostilidade contra os cristãos. Os tipos de perseguição aos cristãos no Vietnã são: opressão comunista e pós-comunista, opressão do clã, paranoia ditatorial, corrupção crime organizado. 

Já a“fontes de perseguição são os condutores/executores das hostilidades, violentas ou não violentas, contra os cristãos. Geralmente são grupos menores (radicais) dentro do grupo mais amplo de adeptos de uma determinada visão de mundo. As fontes de perseguição aos cristãos no Vietnã são: oficiais do governo, partidos políticos, líderes de grupos étnicos, parentes. 

Quem é mais vulnerável à perseguição no Vietnã? 

Há pressão sobre todos os cristãos, particularmente à luz da forte retórica comunista. Cristãos abertos sobre a fé podem ser presos e, no geral, os cristãos são vistos com desconfiança. Cristãos ex-budistas e protestantes em áreas rurais tendem a encontrar a perseguição mais aguda; eles podem enfrentar assédio, discriminação, exclusão social e ataque por causa da decisão de seguir Jesus. 

Como as mulheres são perseguidas no Vietnã? 

Apesar de 71% das mulheres estarem empregadas, a desigualdade de gênero ainda é predominante no Vietnã. Entre as mulheres cristãs há medo, pois encontram diferentes formas de pressão e violência.  

Algumas mulheres cristãs, especialmente ex-budistas e de culturas tribais, são forçadas pelas famílias a se casar com não cristãos. De acordo com os líderes de jovens, muitas jovens convertidas param de frequentar a igreja. Dentro do próprio casamento, as mulheres enfrentam opressão e ameaças de divórcio por parte do marido. 

Mulheres e meninas também são mais vulneráveis ao abuso sexual, dada a sua menor posição na sociedade em comparação com os homens. Esse é especialmente o caso quando estão sob custódia da polícia e em áreas rurais, onde muitos cristãos vivem.   

Como os homens são perseguidos no Vietnã? 

Os homens cristãos podem enfrentar assédio e discriminação no local de trabalho por causa da fé, e até mesmo perder o emprego. Dado que os homens são os principais provedores das famílias, perder o emprego pode paralisar uma família economicamente e enfraquecer sua posição na sociedade. Se os homens são líderes da igreja, ficar sem trabalho pode enfraquecer uma congregação e até levar ao seu encerramento. 

Os homens também são alvos de prisão e sequestro, fazendo com que muitos fujam das aldeias. Uma vez sob custódia, eles são tratados duramente, inclusive com espancamento, e enfrentam pressão para renunciar à fé. Um cristão foi supostamente envenenado pela polícia antes de ser espancado fisicamente. A família, ao visitá-lo, encontrou-o acorrentado a uma cama de hospital.  

O que a Portas Abertas faz para ajudar os cristãos no Vietnã? 

Por meio de parceiros da igreja local, a Portas Abertas apoia os cristãos vietnamitas fornecendo literatura cristã, treinamento de liderança e discipulado, projetos de desenvolvimento socioeconômico, advocacy e ajuda humanitária. 

Como posso ajudar os cristãos perseguidos?  

Além de orar por eles, você pode ajudar de forma prática doando para os projetos da Portas Abertas de apoio aos cristãos perseguidos. Doando para esta campanha, você permite que um cristão ex-budista, em um país asiático, receba capacitação para geração de renda durante dois meses. 



Pedidos de oração do Vietnã 

  • Ore para que a suspeita dirigida aos cristãos pelas autoridades nacionais e locais diminua e seja substituída por uma apreciação de seu valor para a sociedade. 
  • Peça que os cristãos sob pressão para renunciar à fé tenham força para se apegar a Jesus; que essa postura impacte poderosamente os vizinhos e comunidade. 
  • Clame para que os jovens cristãos cresçam em amor por Jesus, que tenham compreensão do evangelho e apreço pela Bíblia, dando-lhes uma base para a vida.  

Um clamor pelo Vietnã 

Pai celestial, mantenha seus filhos no Vietnã seguros, supra todas as suas necessidades e abra oportunidades de comunhão com outros cristãos. Ajude os seguidores de Cristo a se manterem firmes na fé, apesar da pressão muitas vezes enorme, e use seu testemunho para inspirar outros a entregar a vida a Jesus. Trabalhe no coração dos líderes locais, que seus corações amoleçam em relação aos cristãos e influenciem a maneira como outros tratam os cristãos. Amém.  

O Vietnã tornou-se um Estado unificado no final da Guerra dos Estados Unidos-Vietnã em 1975 e permaneceu um dos poucos estados comunistas remanescentes até hoje. Todo o poder reside no Partido Comunista e, desde 2010, o executivo e os decisores do Politburo (união de vários partidos) começaram a dialogar com a Assembleia Nacional, que foi eleita, mas não em condições livres e justas. Devido à grande população e posição geográfica do Vietnã, a economia está se desenvolvendo rapidamente. O desenvolvimento político é lento em comparação ao econômico.

Mais importante do que a Assembleia Nacional, são as decisões que o Partido tomará no futuro. O Vietnã determinou uma nova liderança em janeiro de 2016 durante seu 12º Congresso do Partido, deixando o cargo mais importante e influente de secretário-geral inalterado. Esse foi um claro sinal de continuidade e, portanto, é de se esperar que a abordagem econômica comparativamente liberal do governo seja mantida em um limite por rigoroso controle político. Os direitos civis ou a liberdade de religião ainda serão evasivos, especialmente com a nova lei religiosa imposta.

Uma "estrela crescente" no Partido Comunista, o oficial Dinh La Thang, foi surpreendentemente rebaixado por corrupção em maio de 2017, mostrando que o Partido combaterá qualquer perigo percebido. Outros membros do Partido Comunista foram sentenciados a longos períodos de prisão por corrupção e não está claro se isso tem a ver com os esforços do Partido de erradicar a corrupção ou devido à briga política. Após a morte do presidente do país aos 61 anos em setembro de 2018, o secretário-geral do Partido Comunista, Nguyen Phu Trong, foi indicado para assumir a presidência, o que mostra que a consolidação da ideologia comunista permanecerá essencial nos próximos anos.

O cristianismo primeiro veio ao Vietnã nos séculos 16 e 17 e foi introduzido por comerciantes holandeses e portugueses. Quando a França se tornou o poder colonial da Indochina (1859 - 1954), missionários franceses chegaram para fortalecer a Igreja Católica Romana, que ainda é representada de forma proeminente por grandes catedrais nas principais cidades. O protestantismo chegou em 1911 com a vinda da Aliança Cristã e Missionária e foi posteriormente fortalecido por vários missionários ocidentais. Algumas igrejas de Montagnard foram fundadas durante a Guerra do Vietnã através das transmissões de rádio.

Uma nova lei no país exige que cada igreja crie um dossiê que comprove que está registrada como um grupo cristão aprovado, tem o direito de se reunir e que a terra é de propriedade da igreja. Isso é enviado às autoridades para aprovação. É um processo extremamente demorado e as autoridades podem facilmente negar permissões, alegando que a terra não é para fins religiosos, ou que a terra é residencial ou ainda que a igreja não é um grupo registrado.

Crianças cristãs de minoria étnica são discriminadas na escola e não recebem a mesma atenção

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE